Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Payet exulta com vitória da França

"Se me tivessem dito que isto ia acontecer, não acreditava", diz o médio.
Leonel Lopes Gomes 10 de Junho de 2016 às 23:11
O selecionador de França, Didier Deschamps, considerou justo o triunfo apesar do sofrimento
O selecionador de França, Didier Deschamps, considerou justo o triunfo apesar do sofrimento FOTO: John Sibley/Reuters
A França venceu a Roménia esta sexta-feira por 2-1, no primeiro jogo da fase final do Campeonato da Europa de futebol. O golo decisivo do duelo de Saint-Denis foi apontado por Dimitri Payet a um minuto dos 90. Um momento único, relata o médio do West Ham.

"Vim de longe. Estar aqui esta noite e marcar este golo é fruto de muito trabalho e sacrifício, daí a minha emoção. Todo o stress e pressão vieram ao de cima naquele momento. Se há um ano me tivessem dito que isto ia acontecer, não acreditava", contou, visivelmente emocionado, o médio gaulês no final do encontro.

Payet lamentou as inúmeras oportunidades que a França desperdiçou ao longo da partida. "Tivemos muitas ocasiões, mas não conseguimos marcar cedo. Quando inaugurámos o marcador, sofremos um penálti logo a seguir. Felizmente, marcámos um segundo golo, que nos dá três pontos muito importantes, pois permite-nos trabalhar tranquilamente nos próximos cinco dias até ao jogo com a Albânia.Demorámos um pouco a entrar no jogo, penso que pela emoção da estreia, e, quando o conseguimos, havia sempre uma perna (para impedir a bola de entrar)", recordo o novo herói dos anfitriões da prova.




"A forma como ganhámos este encontro mostra que não vai haver jogos fáceis", concluiu.

Por seu turno, o selecionador de França, Didier Deschamps, considerou justo o triunfo apesar do sofrimento.

"É muito bom começar com uma vitória, para nos lançar na competição. Não é fácil jogar contra esta equipa da Roménia, mesmo começando a ganhar. É uma equipa que faz muitas faltas e defende bem. Tivemos muitas ocasiões, mas também permitimos várias e eles até podiam ter marcado antes de nós. Podíamos ter começado mal, mas fomos recompensados no final. Neste contexto de jogo de abertura, nunca é evidente, mas fizemos por ganhá-lo, acabando com quatro jogadores ofensivos", finalizou.

França Roménia Dimitri Payet desporto futebol
Ver comentários