Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Presidente do Conselho de Arbitragem diz que nomeação de Artur Soares Dias para o Euro é "sinal de qualidade"

Fontelas Gomes sublinha que "crescimento dos árbitros portugueses é tão mais elogiável quanto acontece num ambiente quase sempre hostil".
Lusa 21 de Abril de 2021 às 19:51
José Fontelas Gomes
José Fontelas Gomes FOTO: José Moreira
O presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fontelas Gomes, disse esta quarta-feira que a nomeação de Artur Soares Dias para o Euro'2020 é "sinal de qualidade da arbitragem lusa e um voto de confiança".

Os assistentes Rui Licínio e Paulo Soares, assim como João Pinheiro na função de videoárbitro (VAR), foram igualmente designados pela UEFA para marcar presença no torneio, que decorrerá entre 11 de junho e 11 de julho de 2021, depois de ser adiado por um ano, devido à pandemia de Covid-19.

"[Um] voto de confiança, claro, em Artur Soares Dias, Rui Licínio, Paulo Soares e João Pinheiro, mas também um sinal de que a qualidade da arbitragem portuguesa é apreciada por quem tem de escolher os melhores da Europa para as suas provas", congratulou-se Fontelas Gomes, citado pelo site da FPF no sítio oficial na Internet.

O dirigente responsável pela arbitragem em Portugal salienta que a nomeação é "resultado do trabalho dos quatro [árbitros] em Portugal e nas competições europeias, mas também um prémio para todos os árbitros do quadro C1".

Por fim, o presidente do CA refere que o "crescimento dos árbitros portugueses é tão mais elogiável quanto acontece num ambiente quase sempre hostil, em que as boas atuações são ignoradas e as falhas empoladas a um ponto que, mais do que prejudicar a arbitragem, atinge gravemente a credibilidade do futebol e das competições".

Artur Soares Dias, de 41 anos, da Associação do Porto, tornou-se árbitro internacional em 2010 e irá ter a quinta participação em grandes competições, depois das presenças nos Mundiais de sub-20 e sub-17, em 2015 e 2017, respetivamente, na Taça das Confederações e no Mundial de Clubes, também em 2017, e no Mundial de 2018, no qual desempenhou a função de VAR.

Portugal, que defende o título conquistado em 2016, estreia-se no grupo F frente à Hungria, em Budapeste, em 15 de junho, defrontando, depois, a Alemanha, em Munique, no dia 19, e a França, atual campeã do mundo e vice-campeã da Europa, em 23 de junho, de novo em Budapeste.

Ver comentários