Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Presidente do Paços de Ferreira suspenso 10 dias

Rui Seabra foi suspenso por protestos contra a equipa de arbitragem, no jogo da segunda jornada da I Liga de futebol, com o Desportivo das Aves (2-2).
Lusa 16 de Agosto de 2017 às 23:01
'O objetivo deste clube é conseguir sempre a permanência o mais rápido possível', disse o presidente da sociedade desportiva, Rui Seabra
Rui Seabra
'O objetivo deste clube é conseguir sempre a permanência o mais rápido possível', disse o presidente da sociedade desportiva, Rui Seabra
Rui Seabra
'O objetivo deste clube é conseguir sempre a permanência o mais rápido possível', disse o presidente da sociedade desportiva, Rui Seabra
Rui Seabra
O presidente do Paços de Ferreira, Rui Seabra, foi esta quarta-feira suspenso por 10 dias, por protestos contra a equipa de arbitragem, no jogo da segunda jornada da I Liga de futebol, com o Desportivo das Aves (2-2).

Segundo o mapa de castigos do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, Rui Seabra foi expulso no final do jogo por ter protestado contra o tempo de compensação, antes de estender os protestos à zona dos balneários e tentar entrar na cabine da equipa de arbitragem.

O Benfica foi multado em quatro mil euros pelo facto de adeptos do clube terem utilizado material pirotécnico na visita ao Desportivo de Chaves, enquanto o FC Porto foi punido com 1.720 euros por arremesso de objetos das bancadas para o relvado no jogo disputado no terreno do Tondela.

O presidente do Arouca, Carlos Pinho, que esta quarta-feira foi suspenso por 20 meses no âmbito do caso 'Túnel de Alvalade', foi castigao com 10 dias de suspensão por comportamento incorreto que leh valeu a expulsão no jogo com o FC Porto B, da segunda jornada da II Liga.
Ver comentários