Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Presidente do Vitória de Setúbal revoltado com árbitro Luís Ferreira

Fernando Oliveira fala em "arbitragem premeditada".
2 de Novembro de 2014 às 19:56
Fernando Oliveira
Fernando Oliveira FOTO: Rui Minderico

O presidente do Vitória de Setúbal contestou este domingo Luís Ferreira, após a goleada sofrida frente ao Paços de Ferreira (4-1), considerando que o bracarense fez uma "arbitragem premeditada" no jogo da nona jornada da I Liga de futebol.

Na zona mista do Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira, Fernando Oliveira disse que Luís Ferreira é reincidente a prejudicar o Vitória de Setúbal. "Este árbitro já nos apitou quatro vezes, assinalou seis penáltis contra nós e expulsou-nos três jogadores", disse Fernando Oliveira, para quem "este árbitro não tem condições para apitar jogos das I ou II Ligas".

O dirigente sadino lembrou outros "casos" desta época, citando o que se passou "em Penafiel, Vila do Conde e Coimbra" e falou mesmo de "uma arbitragem premeditada".

"Estamos fartos de ser prejudicados. [Luís Ferreira] Não tem condições para voltar a apitar o Setúbal ou outra equipa qualquer. Estava com amigos do Paços e eles concordam com esta visão, porque hoje fomos nós e amanhã podem ser eles", concluiu.

A indignação dos sadinos prende-se com o lance de grande penalidade e respetiva expulsão do guarda-redes Ricardo Batista, aos 61 minutos, numa altura em que o Paços vencia pela margem mínima e o Vitória já tinha esgotado as substituições, implicando a adaptação do avançado Giovani a guarda-redes.

Paços de Ferreira presidente do Vitória de Setúbal Luís Ferreira Vitória de Setúbal árbitro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)