Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Raphael agrada a Jorge Jesus

A contratação do jogador, de 20 anos, encaixa na política de Luís Filipe Vieira de ter mais portugueses na equipa
António Pereira 12 de Outubro de 2014 às 12:45
Raphael Guerreiro (esq.) é titular indiscutível no Lorient
Raphael Guerreiro (esq.) é titular indiscutível no Lorient FOTO: Franck Fife/Getty Images

O Benfica está atento à evolução do lateral-esquerdo Raphael Guerreiro (Lorient), de 20 anos, e pode avançar para a sua contratação, com base da política pretendida por Luís Filipe Vieira de reforçar o plantel com mais jogadores portugueses.

O internacional sub-21, que nasceu em França, foi uma das estrelas da seleção no primeiro jogo do play-off de qualificação para o Campeonato da Europa de 2015 da categoria, frente à Holanda (triunfo português em Alkmaar por 2-0).

As exibições consistentes na Liga francesa pelo Lorient e agora pela seleção de sub-21 (soma nove vitórias em nove jogos disputados) despertaram a atenção do departamento de prospeção do Benfica. O lateral, que começou nos escalões de formação do Caen, tem sido titular indiscutível na seleção às ordens de Rui Jorge, mas também no seu clube, o 14ª classificado da Liga francesa.


O Benfica pretende investir em jovens portugueses e da formação, para manter o rigor financeiro da gestão de Luís Filipe Vieira. O objetivo do presidente só foi adiado esta época devido ao forte investimento do rival FC Porto e à vontade de conquistar o bicampeonato, algo que foge às águias desde 1984. Daí a venda de André Gomes (Valência) e também os empréstimos de João Cancelo (Valência) e de Bernardo Silva (Mónaco).

Jesus é um apreciador das qualidades técnicas de Raphael Guerreiro. É um jogador muito rápido, bom a defender e a integrar as ações ofensivas da equipa, tal como ficou patente no jogo com a Holanda. O único senão é o facto de ser um pouco franzino, com apenas 1,70 metros e 63 kg. O técnico dos encarnados é apreciador de jogadores altos, especialmente na defesa, por entender que podem ser decisivos nos cantos, quer a defender, quer a atacar.

Raphael Guerreiro Benfica Jorge Jesus Luís Filipe Vieira França Campeonato da Europa Rui Jorge Holanda
Ver comentários