Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Renovação estratégica duplica salário a Rúben Amorim

Treinador do Sporting reforça vínculo até 2024 e fica blindado por uma cláusula de 30 milhões de euros.
Mário Figueiredo 5 de Março de 2021 às 01:30
Frederico Varandas e Rúben Amorim juntam-se, um ano depois, para um novo contrato do técnico
Frederico Varandas e Rúben Amorim juntam-se, um ano depois, para um novo contrato do técnico FOTO: Pedro Zenkl
Rúben Amorim renovou contrato com o Sporting por mais um ano (até 2024) e duplicou o salário para 2,5 milhões de euros/ano, ficando agora blindado por uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros, estratégia de Frederico Varandas para anular um potencial foco de desestabilização, numa altura em que os leões lideram a Liga.

Depois das notícias da cobiça de várias clubes europeus por Rúben Amorim, os leões blindaram o técnico, afastando para já alguns dos pretendentes, nomeadamente de Inglaterra.

“Temos uma ideia para o clube a longo prazo. A renovação é um sinal de confiança, mas sabemos que se não ganharmos ao Santa Clara tudo muda. Há muito trabalho para fazer. Os contratos valem pouco. Os resultados têm mais força”, disse Rúben Amorim, fazendo um balanço positivo de um ano de serviço no Sporting: “Teve altos e baixos. Conquistámos a Taça da Liga, trouxemos muita gente da formação para a equipa ... É um balanço normal”.

Apesar dos nove pontos de vantagem para o Sp. Braga, segundo classificado, o técnico ainda não assume a candidatura ao título: “Queremos ganhar todos os jogos, elevar a formação. A ambição não muda com um novo contrato”. E até deixou um aviso, meio a brincar: “A única diferença agora é que se me quiserem despedir terão de pagar um pouco mais”.

Já Frederico Varandas, não poupou elogios a Amorim: “É um treinador brilhante, leal e um homem com princípios. É o homem certo. Estamos orgulhosos, mas com os pés assentes no chão”.
Rúben Amorim Sporting R Liga Frederico Varandas desporto futebol
Ver comentários