Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Rui Vitória acredita na conquista dos três pontos em Kiev

Técnico elogiou a qualidade do adversário.
18 de Outubro de 2016 às 18:44
O treinador do Benfica, Rui Vitória
O treinador do Benfica, Rui Vitória FOTO: Pedro Ferreira
O treinador Rui Vitória elogiou esta terça-feira a qualidade do Dínamo de Kiev, mas disse que um Benfica ao seu nível está em condições de garantir os três pontos na Ucrânia, na quarta-feira, na Liga dos Campeões de futebol.

"Fundamentalmente temos de ser muito rigorosos, intensos, minimizar ao máximo o erro e sermos iguais a nos próprios", sublinhou, na antevisão ao desafio da terceira jornada do grupo B.

Benfica e Dínamo de Kiev partilham o último lugar da 'poule' com apenas um ponto, mas somente a um dos turcos do Besiktas, segundos classificados, enquanto os italianos do Nápoles lideram com o pleno de seis pontos.

"Todos os jogos são decisivos, pois o nosso objetivo é sempre vencer. Faltam quatro finais. Estamos três equipas praticamente com os mesmos pontos. Vai ser um campeonato disputado até ao final. Esta final não é decisiva, mas tem grande importância", admitiu.

Vitória elogiou a "personalidade" da sua equipa, afiançando que esta "sabe muito bem o que fazer para ganhar".

"Sabemos os pontos fortes do adversário. Os jogadores têm tudo bem assimilado. Depois do árbitro começar logo veremos o que dará o jogo, mas temos espírito e vontade enormes de conquistar aqui os três pontos", concretizou.

Apesar da confiança, o técnico assumiu o "respeito muito grande pelo valor do Dínamo", destacando a "qualidade de um grupo que trabalha junto há muito tempo, com jogadores em fase de maturação competitiva significativa".

Vitória insistiu na "importância de continuar na competição" e revelou-se agradado com os regressos do guarda-redes Júlio César, do central Jardel, do médio Samaris e do avançado Giménez.

"Agrada-me o seu regresso. Três tiveram uma interrupção grande e é bom que todos saibam que estas paragens exigem a aquisição de nova condição física, que, para este nível elevado, demora o seu tempo. Constituem mais soluções para o jogo e, se estão cá, é porque têm condições para serem usados", concluiu.

Igualmente presente na conferência de imprensa, o médio Pizzi admitiu que o Benfica tem "boa posse de bola", mas lembrou que a equipa tem "outras qualidades" e que está empenhada em continuar a pisar os palcos mais importantes da Liga dos Campeões.

O Benfica atua na quarta-feira em Kiev frente ao Dínamo, em jogo da terceira jornada do grupo B, que será arbitrado pelo espanhol David Fernández Borbalán.
Rui Vitória Dínamo Kiev Benfica Ucrânia Liga dos Campeões desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)