Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Rui Vitória sedento de mais títulos e imune a pressões

"Sucesso é uma coisa muito agradável", disse o técnico do Benfica.
Leonel Lopes Gomes 6 de Agosto de 2016 às 20:52
“A pressão é a que tive no primeiro dia. Querer ganhar, querer trabalhar sempre de uma forma muito convicta. Este clube é um clube fantástico, com grandes adeptos", disse Vitória
“A pressão é a que tive no primeiro dia. Querer ganhar, querer trabalhar sempre de uma forma muito convicta. Este clube é um clube fantástico, com grandes adeptos', disse Vitória FOTO: José Coelho/Lusa
É já no domingo, a partir das 20h45, que Benfica e Sp. Braga vão decidir o vencedor do primeiro troféu oficial da época. O vencedor do campeonato vai medir forças com o emblema que conquistou a Taça de Portugal.

Na antevisão ao encontro, o treinador dos encarnados, Rui Vitória, assegura que a sua equipa está prepara para o desafio que vai decorrer no Estádio Municipal de Aveiro.

"Dentro do que planeamos, chegamos muito preparados. É o primeiro troféu e queremos ganhar. Foi uma semana de trabalho muito boa e que dão indícios muito bons para o desafio. É especial porque é o Benfica que está a jogar. Importante é que o Benfica consiga ganhar. Sucesso é uma coisa muito agradável. Obriga-nos a querer ainda mais sucesso", começou por dizer o timoneiro da formação da Luz, na conferência de imprensa que decorreu este sábado.

Vitória não espera facilidades frente a um adversário recheado de jogadores talentosos, realçou.

"Temos a noção clara de que estamos aqui porque fizemos uma temporada fantástica. O Sp. Braga também mereceu estar aqui. O Benfica sabe da sua grandeza e amanhã vamos para o jogo com a vontade de ganhar. Sempre com respeito. Acho que será um bom jogo", afirmou.

"Estou muito satisfeito com os jogadores que tenho"
Fejsa, que treinou-se nos últimos dias devido a uma lesão muscular no adutor da coxa direita, está totalmemte recuperado e deverá ser titular.

"Fejsa está em condições, tal como todos os jogadores que trouxe para o jogo. A equipa que vamos apresentar amanhã será aquela que achamos que nos dá mais garantias. Sobre as saídas do Gaitan e do Renato: Este troféu tem muito que ver com os jogadores que ajudaram a equipa a fazer uma grande temporada. Não nos podemos esquecer que este troféu tem muito que ver com os jogadores da temporada passada. O pior que podemos fazer é começar logo a pensar em substitutos. O Benfica vai ser uma equipa como era na temporada passada, sempre à procura do golo. Estou muito satisfeito com os jogadores que tenho", revelou.

"A pressão é a que tive no primeiro dia. Querer ganhar, querer trabalhar sempre de uma forma muito convicta. Este clube é um clube fantástico, com grandes adeptos. Esta é uma pressão que é muito boa. Ainda bem que existe esta pressão. Para o Benfica é sempre importante vencer troféus. Não vale a pena fazer futurologia, o jogo amanhã terá uma realidade. Em função disso teremos o nosso caminho. Respeitamos muito o Braga mas queremos vencer", acrescentou.

A terminar a conversa com os jornalistas, o comandante dos tricampeões nacionais fintou a questão quando foi instado a comentar o alegado interesse no extremo dos arsenalistas Rafa.

"Não acho que seja pertinente falar disso. Tenho aqui 20 jogadores e ainda mais a trabalhar. Tenho que valorizar os meus jogadores", rematou. O duelo de Aveiro será arbitrado por João Capela.

Benfica Braga Taça de Portugal Rui Vitória Gaitan Renato Sanches desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)