Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Rússia: o poder do dinheiro

Roman Abramovich e Dmitry Rybolovlev levaram o Chelsea e o Mónaco à glória, nesta época.
Mário Pereira 21 de Maio de 2017 às 06:00
Roman Abramovich
Dmitri Rybolovlev
Roman Abramovich
Dmitri Rybolovlev
Roman Abramovich
Dmitri Rybolovlev
O que há de comum entre os campeões de Inglaterra e de França, nesta temporada? É fácil: os rublos. Bom, os rublos é uma forma de dizer.

Podem ser euros, dólares ou outra qualquer moeda. Dinheiro isso sim. O rublos são aqui chamados porque Chelsea e Mónaco são detidos por dois milionários russos: Roman Abramovich e Dmitry Rybolovlev.

Chelsea e Mónaco são emblemas com tradições nas respetivas ligas. Mas longe de serem equipas historicamente dominantes. Como Manchester United ou o Liverpool, em Inglaterra, ou o PSG e o Lyon, em França. Com a chegadas destes milionários, tudo mudou. Ainda que nem sempre o dinheiro seja tudo, no desporto (há quem defenda que não consegue marcar golos), ajuda. De resto, como este ano está à vista.

Curiosamente, há outro dado comum no percurso ascensional de Abramovich e Rybolovlev no mundo do futebol. Portugal. Isso mesmo. Foi com José Mourinho ao leme do comando técnico do Chelsea que o clube londrino regressou às vitórias na Liga inglesa, após muitos anos de adormecimento. Foi também com um técnico português, Leonardo Jardim, que Rybolovlev devolveu a glória ao Mónaco, nesta semana.

Abramovich tomou conta do poder no Chelsea em 2003. Desde então o clube ganhou cinco vezes o campeonato inglês cinco vezes (antes só tinha um título). Já Rybolovlev chegou à presidência do Mónaco em 2011. Este é o seu primeiro título de campeão francês.

Roman Abramovich
O dono do Chelsea tem 50 anos. Segundo a revista ‘Forbes’, tem uma fortuna pessoal avaliada em 6,8 mil milhões de euros (dados de 2016).

Ainda assim, é ‘apenas’ o 13º homem mais rico da Rússia. Fez fortuna graças a bons relacionamentos na política russa que lhe abriram portas para os negócios do petróleo.

Dmitry Rybolovlev
O presidente do Mónaco tem 50 anos. De acordo com os últimos dados da revista ‘Forbes’, tem uma fortuna pessoal avaliada em 6,5 mil milhões de euros.

Em maio de 2014 foi protagonista do divórcio mais caro de que há conhecimento: teve de pagar cerca de 4 mil milhões de euros à sua ex-mulher.

Apostas firmes em treinadores latinos
Para chegar ao êxito nas ligas inglesa e francesa, Abramovich e Rybolovlev apostaram em treinadores latinos. Antonio Conte levou o Chelsea ao primeiro lugar num campeonato aberto, onde pelo menos cinco equipas lutam pelo primeiro lugar. Em França, Jardim fez um milagre numa liga onde existe um tubarão chamado PSG.

SAIBA MAIS
8
campeonatos de França ganhos pelo Mónaco. O clube foi fundado em 1924 e não festejava a conquista de uma liga desde 1999/2000.

Dono mas não presidente
Abramovich, russo, é dono do Chelsea mas o presidente (Bruce Buck) é norte-americano.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)