Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Silas: “Temos de ter mais gente a resolver problemas"

Treinador do Sporting quis esclarecer porque disse que não precisava de heróis depois da eliminação com o Alverca na Taça de Portugal.
Pedro Prata 27 de Outubro de 2019 às 01:30
Silas
Jorge Silas viu um plantel “com vontade de dar a volta a uma situação negativa”
Silas
Silas
Silas
Jorge Silas viu um plantel “com vontade de dar a volta a uma situação negativa”
Silas
Silas
Silas
Jorge Silas viu um plantel “com vontade de dar a volta a uma situação negativa”
Silas
Silas
"Temos de ter mais gente a resolver problemas, não podemos deixar nos ombros de um ou dois jogadores, porque a responsabilidade é grande", afirmou ontem Silas, treinador do Sporting. Na antevisão ao jogo deste domingo (20h00) com o V. Guimarães para a Liga, o técnico esclareceu as declarações que teceu após a derrota com o Alverca (0-2), que ditou a eliminação da Taça de Portugal, em que afirmou que a equipa leonina "não precisa de heróis".

"Sabemos quem faz o esforço e esses jogadores não podem fazer esse esforço sozinhos. Queremos ser uma equipa grande e, por isso, todos têm de ajudar", finalizou.

Na ressaca da derrota em Alverca, o Sporting venceu o Rosenborg (1-0), para a Liga Europa, mas a equipa continuou sem convencer. Para o técnico leonino, o principal culpado das fracas exibições é a falta de tempo de preparação para os jogos: "Amanhã [hoje?] já há jogo. O tempo de trabalho entre partidas é quase zero. Pouco a pouco vamos melhorando, disso não tenho dúvidas. Contra o LASK tivemos 10 tentativas de golo, com o Rosenborg 19. Estamos muito melhores a nível ofensivo. O jogo com o Alverca foi o nosso melhor jogo a esse nível, com 22 remates. Mas vamos precisar de mais tempo."

Silas salientou que "grande parte" do seu trabalho tem sido "psicológico". "As vitórias são o melhor remédio e em 4 jogos temos 3 vitórias. Temos vindo a trabalhar pouco a pouco e notamos melhorias importantes, mas não podemos separar as coisas. O aspeto psicológico não é mais importante do que os outros, todos juntos formam o jogador e a equipa", vincou.

Na 8ª jornada, o Sporting recebe o V. Guimarães e o técnico não duvida da qualidade do adversário. "Conheço bem o Vitória [Guimarães], já nos defrontámos várias vezes. Vai ser um dos jogos mais difíceis que temos nos próximos tempos", enalteceu.

"Claques? não vou falar disso"
"Não estou aqui para falar desses problemas. Quanto mais adeptos melhor, mas preparamo-nos para render no campo", adiantou Silas, técnico do Sporting, que não quis comentar o divórcio entre a direção do clube e duas das claques. Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deverão pedir, uma vez mais, a demissão do presidente Frederico Varandas durante o jogo de domingo.

"Acredito muito no Pedro Mendes"
"Pedro Mendes teve uma entrada muito boa. Mas, mesmo que não tivesse rendido, ele sabe que acredito muito nele", referiu Silas. "Disse-lhe antes de entrar para não estar preocupado em resolver nada e mesmo que corresse mal iria ter mais oportunidades", acrescentou o técnico leonino.

Material de apoio retirado
As forças de segurança impediram ontem os elementos da Juventude Leonina e do Directivo Ultras XXI de exibirem tarjas e t-shirts, no Pavilhão João Rocha, no jogo de voleibol contra o Leixões que o Sporting venceu (25-23, 25-16 e 26-24). Recorde-se que as claques já foram notificadas para deixar as instalações em Alvalade que o clube lhes tinha cedido.

Sporting sub-23 empata
Com Silas a assistir, os sub-23 do Sporting empataram ontem em casa com o Estoril (0-0), na 12ª jornada da Liga Revelação. Os leões são líderes (31 pontos)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)