Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Sp. Braga vence Boavista

Turma arsenalista chegou a estar a perder mas acabou por dar a volta ao jogo.
Secundino Cunha 22 de Abril de 2021 às 08:44
Ricardo Horta, ‘apertado’ pelo boavisteiro Sebastián Pérez, tenta chegar à bola
Ricardo Horta, ‘apertado’ pelo boavisteiro Sebastián Pérez, tenta chegar à bola FOTO: Luís Vieira
O Sp. Braga venceu esta quarta-feira o Boavista, por 2-1, assumindo, ainda que provisoriamente, o 3º lugar (o Benfica joga esta quinta-feira em Portimão), numa partida bem disputada, mas com evidente supremacia da equipa de Carlos Carvalhal.

O jogo começou com o Sp. Braga no ataque e, logo aos três minutos, Léo Jardim, a grande figura da partida, negou o golo a Abel Ruiz. Só que, ao minuto 28 e contra a corrente, o Boavista chegou ao golo. Elis cruzou para a área, Tormena cortou de cabeça, mas a bola sobrou para Sebastián Pérez que, à entrada da área, rematou para o fundo da baliza. Matheus podia ter feito bem melhor.
A turma arsenalista continuou a dominar em toda a linha e, em pouco mais de dez minutos, chegou à igualdade. Nico Gaitán esgueirou-se pela esquerda, cruzou largo, mas com conta, peso e medida, para a cabeça de Fransérgio, que fez a bola mergulhar nas redes do xadrez.

A segunda parte começou como a primeira, com forte domínio dos minhotos e, com quase quarenta minutos de jogo pela frente, o Boavista ficou reduzido a dez. Porozo fez falta dura sobre Abel Ruiz e viu o segundo amarelo. A partir daí é que só deu mesmo Sp. Braga.

Léo Jardim, que fez oito defesas de elevado grau de dificuldade, adiou pelo tempo que pôde o golo da vitória do Sp. Braga, mas nada pôde fazer quando, ao minuto 82, Sporar recebeu a bola na pequena área (após mais uma defesa de Léo Jardim) e só teve de empurrar para o resultado final de um jogo de sentido único.

Treinadores falam em resultado justo
O técnico do Sp. Braga, Carlos Carvalhal, considerou a vitória desta quarta-feira sobre o Boavista "inteiramente justa", referindo que, dado o domínio, o resultado até pecou por escasso. Já Jesualdo Ferreira frisou que o Sp. Braga "é uma grande equipa" e que, com a expulsão de Porozo, "o jogo, na verdade, acabou".
Benfica Sp. Braga Boavista Portimão Abel Ruiz Carlos Carvalhal Léo Jardim Porozo desporto futebol
Ver comentários