Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Sporting é o mais prejudicado

Leões têm razões de queixa, mas também já foram beneficiados.
Pedro Carreira 18 de Dezembro de 2015 às 01:00
Jorge Jesus foi crítico com a arbitragem de Fábio Veríssimo após a eliminação da Taça, diante do Sp. Braga
Jorge Jesus foi crítico com a arbitragem de Fábio Veríssimo após a eliminação da Taça, diante do Sp. Braga FOTO: Paulo Calado
O Sporting é, entre os três grandes, o clube que em mais ocasiões foi prejudicado pelas arbitragens nas competições internas (Liga, Supertaça e Taça) desta época. Esta é a principal conclusão de uma análise feita pelo Correio da Manhã.

Os leões, líderes do campeonato, têm razões de queixa em sete jogos, ainda que tenham também sido beneficiados em cinco. Em dois destes casos, os erros contra e a favor da equipa orientada por Jorge Jesus aconteceram nos mesmos encontros. Já na Supertaça, em que o clube de Alvalade venceu (1-0) o Benfica, ambas as formações se podem queixar da arbitragem.

No caso particular das águias, beneficiadas por três vezes e prejudicadas em cinco, o caso mais emblemático é referente ao duelo na Taça de Portugal com o Sporting (1-2, após prolongamento), quando Luisão sofreu falta de João Pereira e o árbitro Jorge Sousa nada assinalou. Este foi, de resto, o mesmo juiz que esteve envolvido na situação mais polémica do FC Porto nesta época: o lance em que ficou por assinalar um penálti a favor do Nacional, na vitória dos dragões (2-1) da passada segunda-feira, na Madeira, após pontapé de Marcano a João Aurélio.

O mais recente exemplo de polémica com arbitragens aconteceu na quarta-feira, no jogo entre o Sp. Braga e o Sporting, na Taça de Portugal. Um golo mal anulado a Slimani levou Bruno de Carvalho, presidente dos leões, a criticar o juiz Fábio Veríssimo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)