Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Super Dragão assusta distrital do Porto

Doze adversários do Canelas admitem faltar aos jogos "pela salvaguarda da verdade desportiva".
Manuel Jorge Bento 28 de Outubro de 2016 às 10:38
Super Dragão assusta distrital do Porto
"Resolvemos não jogar com o Canelas enquanto não estiver salvaguardada a verdade desportiva e a integridade física e até psicológica dos atletas." É esta a posição de 12 dos 13 adversários do Canelas na Série 1 da Divisão de Elite do campeonato distrital do Porto, pela voz de Manuel Gomes, da AD Grijó.

Só o Candal se afasta da decisão, tomada numa reunião de dirigentes, terça-feira à noite. Fonte da Associação de Futebol do Porto (AFP) indica ao CM que este "é um direito dos clubes", que são sancionados com uma derrota em cada jogo frente ao clube e uma multa de 750 euros. "Continuamos a incomodar; continua a campanha. Quem tem medo compra um cão", referiu o Canelas no Facebook.

"Há coação, há intimidação, além das agressões. Os árbitros não escrevem o que se passa por terem receio. Como ao Conselho Disciplinar da AFP não chegam relatórios com o que acontece, não pode atuar", diz Manuel Gomes. "É uma oportunidade para a equipa sénior do Canelas se integrar; não pode ganhar a qualquer preço", diz.

Em conferência de imprensa, ontem à noite, o presidente do Canelas, Bruno Canastro, disse não ter "a menor dúvida de que se trata de uma cabala" contra o clube. E critica a AFP: "Pecou pelo silêncio." Já o capitão Fernando Madureira deixou um apelo aos outros clubes.

"Venham jogar. Gostamos é de futebol e queremos vitórias dentro do campo. Não se deixem envolver em questões políticas", disse, sem detalhar a que dirigente se referia. Os 14 clubes vão reunir-se, esta noite, na sede da AFP.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)