Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Supertaça condiciona mercado

Rafa pode rumar à Luz e Salvio está na mira do Milan.
Mário Pereira e Octávio Lopes 6 de Agosto de 2016 às 02:58
Jogo deste domingo atrasa processos de Rafa (à esquerda) e Salvio (à direita)
Jogo deste domingo atrasa processos de Rafa (à esquerda) e Salvio (à direita) FOTO: Miguel Barreira
A Supertaça de amanhã, entre Benfica e Sp. Braga, está a condicionar a conclusão de vários negócios entre os dois clubes e também a definição dos plantéis com que Rui Vitória e José Peseiro, técnicos de ambas as equipas, estão a trabalhar. Numa espécie de jogo do gato e do rato, os responsáveis máximos dos dois emblemas tentam conciliar interesses financeiros com interesses desportivos, o que nem sempre é fácil de harmonizar. A partir de segunda-feira tudo será mais claro e tudo indica que no arranque da Liga, no próximo fim de semana, os diversos dossiês estarão resolvidos.

À cabeça de todos os negócios paralelos está a contratação de Rafa Silva. A venda do passe do extremo internacional português tem sido habilmente gerida por António Salvador, presidente do Sp. Braga, que pede 20 milhões de euros. Escudado na garantia de que o mercado acabará por absorver o jogador, Salvador retarda o processo e tenta esticar a conclusão de um eventual acordo com o Benfica para depois da Supertaça. O CM sabe que os gestores do futebol do Benfica já falaram com o empresário António Araújo, agente de Rafa com chegadas ligações ao FC Porto. De Araújo obtiveram a garantia de que o negócio se fará com quem oferecer melhores contrapartidas financeiras.

Rui Fonte, avançado do Benfica que na época passada esteve cedido ao Sp. Braga, é outro caso pendente. Irá regressar ao Minho, caso não aconteça algo de extraordinário, mas apenas depois do jogo deste fim de semana. A inclusão do seu nome no negócio de Rafa, com o intuito de baixar o valor da transferência do extremo que esteve com a Seleção no Europeu de França, já foi sugerida a partir da Luz. Sem recetividade em Braga, apurou o CM. Dinheiro ou nada, exige-se dali.
Também o processo de empréstimo de Danilo pelos bracarenses ao Benfica (com cláusula de opção de compra por 15 milhões) acaba por ficar influenciado pela Supertaça. Isto porque o clube minhoto geriu engenhosamente o processo na parte burocrática. O retardamento de envio de documentação para a Liga inviabilizou o registo atempado na Federação Portuguesa de Futebol. O que afasta o médio do jogo de amanhã (20h45).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)