Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Marco Silva:"Temos de fazer um jogo quase perfeito"

Técnico dos leões diz que a equipa está a crescer, mas frisa que está longe do que quer.
Nuno Miguel Simas 21 de Outubro de 2014 às 06:00
A equipa fez ontem o treino de adaptação ao palco do jogo
A equipa fez ontem o treino de adaptação ao palco do jogo FOTO: Ricardo Estudante

Marco Silva tem a expectativa e ambição de ver o Sporting conseguir um bom resultado esta noite, em Gelsenkirchen, frente ao Schalke 04, na 3ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, mas põe a fasquia elevada para os seus jogadores: "Temos de fazer um jogo quase perfeito. A perfeição custa muito, pode-se até dizer que não existe. Precisamos de acreditar muito mais no que são as nossas capacidades também", disse o técnico leonino na antevisão do encontro frente à equipa alemã.

O treinador dos leões frisou que o Sporting atravessa um bom momento, mas adverte que ainda é possível melhorar.

"A coesão que a equipa mostrou faz também com que os jogadores acreditem cada vez mais. Os resultados têm de alimentar isso também. Há jogadores individualmente a crescer cada vez mais e isso na equipa também se nota. Mas estamos bem longe ainda daquilo que queremos. Estamos a caminhar com a celeridade a que nos obrigam as competições."

Mesmo reconhecendo a qualidade do Schalke, Marco Silva acredita que os leões podem ter sucesso no jogo. "Sabemos que vamos jogar em casa de um adversário fortíssimo. Abordamos o jogo com ambição grande e com confiança redobrada", disse, numa alusão implícita à vitória do Sporting em casa do FC Porto por 3-1 na Taça de Portugal.

O técnico do Sporting recusou ainda o rótulo de especial. "Não me sinto especial, mas satisfeito por estar onde estou e liderar este grupo de jogadores. Não ando ao sabor do vento ou dos resultados."

Bruno quer leões à imagem da Taça

Uma maior vontade de ganhar do que o adversário foi, no entender de Bruno de Carvalho, uma das chaves para a vitória do Sporting sobre o FC Porto, no sábado, no Dragão, por 3-1.

"No sábado, assistimos a uma vitória de classe da nossa equipa. Para conseguirmos seguir em frente na Taça tivemos de dar o máximo, honrar o nome do Sporting, querer mais do que os outros. Já o disse anteriormente: para ganhar é preciso querermos ganhar mais do que todos os outros. Esta premissa é o alicerce de tudo. E é a mentalidade que necessitamos de ter não só em campo, mas em todas as áreas do clube", escreveu o presidente do Sporting no Facebook.

"Estou também particularmente satisfeito por ver que os jogadores que estavam cá na época anterior receberam bem os novos, e que os reforços estão a integrar-se na dinâmica do clube, uma dinâmica que se quer de vitórias. Obrigatoriamente. Só assim conseguiremos devolver a glória ao nosso clube. Amanhã [hoje] seguiremos a mesma cartilha em Gelsenkirchen", observou Bruno de Carvalho, que quer transpor para a Alemanha a atitude do Sporting evidenciada no Dragão.

Sporting Marco Silva Liga dos Campeões Alemanha Schalke Taça de Portugal FC Porto Bruno de Carvalho
Ver comentários