Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Treinadores fazem antevisão da final

Treinadores de Benfica e Marítimo deram conferência de imprensa.
28 de Maio de 2015 às 22:19
Treinadores na conferência de imprensa
Treinadores na conferência de imprensa FOTO: Paulo Novais/Lusa
Jorge Jesus, treinador do Benfica, e  Ivo Vieira, treinador do Marítimo, deram uma conferência de imprensa esta quinta-feira de antevisão da final da Taça da Liga.

Jorge Jesus

O treinador Jorge Jesus disse que o Benfica vai manter a mesma filosofia de jogo que utilizou durante a época na final da Taça da Liga de futebol, com o Marítimo, que se disputa na sexta-feira, em Coimbra.

Na conferência de antevisão à partida, o técnico dos 'encarnados' garantiu fidelidade aos mesmos princípios de jogo, enquanto "o Marítimo pode analisar o que fez no último jogo contra nós e montar uma estratégia diferente".

"Vamos ter a mesma ideia, jogar como sempre jogamos, e depois vamos saber se o adversário teve capacidade para nos parar ou se nós tivemos capacidade para introduzirmos as nossas ideias no jogo", sublinhou.

Jorge Jesus frisou que a equipa está preparada para jogar "dentro aquilo que tem sido o habitual do Benfica, respeitando sempre os adversários".

Sobre a ausência de Salvio, o treinador benfiquista lamentou a lesão do argentino, mas disse ter várias opções para o corredor direito, que se escusou a revelar.

Questionado pelos jornalistas sobre o facto de poder vir a tornar-se o treinador com mais troféus ganhos no Benfica, em caso de Vitória, Jorge Jesus disse que poderá deixar uma marca no clube como o técnico brasileiro Otto Glória, que treinou os 'encarnados' entre 1954 e 1959, e mudou, na sua opinião, o paradigma do futebol da equipa lisboeta.

Desde 2009 no Benfica, Jorge Jesus ganhou o campeonato três vezes, a Taça de Portugal uma vez, a Taça da Liga em quatro ocasiões e uma Supertaça.

Ivo Vieira
O técnico do Marítimo, Ivo Vieira, disse que a sua equipa vai lutar pela conquista da Taça da Liga, na final de sexta-feira com o Benfica, no Estádio Cidade de Coimbra, apesar das dificuldades que espera encontrar.

"Oxalá, à terceira seja de vez", enfatizou o técnico dos insulares, a propósito do terceiro jogo da época entre as duas equipas, sendo que nas duas anteriores, para a I Liga, os 'encarnados' saíram vencedores.

Salientando que se trata de um jogo numa competição diferente, Ivo Vieira referiu que as "finais são para se ganhar" e que a equipa madeirense vai "tentar um resultado positivo e lutar pela conquista da Taça, apesar de jogar contra uma equipa difícil". Na sua opinião, "tudo é possível".

"Correr riscos contra o Benfica não será a melhor estratégia, mas mesmo assim atrevo-me a dizer que prefiro ter perdido 4-1 no último jogo do campeonato, mas deixar uma imagem de que a nossa equipa é capaz e pode discutir o resultado", disse o técnico.

Ivo Vieira manifestou-se consciente da importância desta final e diz que tudo farão para torná-la um marco histórico do clube e para presentar os madeirenses com uma conquista, sabendo que será uma tarefa bastante difícil, referiu.

"No jogo deve haver risco, mas temos de equilibrar a equipa", disse Ivo Vieira, referindo que os insulares vão "arriscar, a espaços", apesar da "mais-valia do Benfica, habituada a este tipo de palcos".

A final da Taça da Liga disputa-se sexta-feira, entre o Benfica e o Marítimo, no Estádio Cidade de Coimbra, a partir das 19h45, com arbitragem de Carlos Xistra, de Castelo Branco.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)