Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Uchebo foi ameaçado por funcionários do Boavista

Jogador acusa clube de não receber há três meses.
Filipe António Ferreira 18 de Novembro de 2016 às 17:48
Michael Uchebo tem contrato mas não conta para os boavisteiros
Michael Uchebo tem contrato mas não conta para os boavisteiros FOTO: Manuel Araújo
O nigeriano Michael Uchebo foi ameaçado por funcionários do Boavista que o impediram de treinar. "Porque me tratam como um escravo", diz o avançado num vídeo ontem divulgado por um jornalista da BBC.

O jogador tem contrato com os boavisteiros mas desde o início da época está em litígio com o clube, apesar de ter contrato. O Boavista informou que não contava com o jogador para a nova época mas este não aceitou a colocação dos axadrezados nem a rescisão amigável.

Uchebo regressou de férias, mas nunca integrou o plantel principal, tendo acesso apenas ao ginásio do clube, o que deixou de acontecer nos últimos dias, como comprova o vídeo. Os funcionários, apercebendo- -se de que o avançado estava a gravar com o telemóvel, chegaram mesmo a ameaçá-lo. "Sei que ele está a gravar, mas eu vou bater neste gajo", disse um funcionário do clube. O jogador diz que não recebe há três meses e corre o risco de ser despejado.

O CM tentou uma reação do Boavista, mas tal não foi possível até ao fecho da edição.
Michael Uchebo Boavista salário ameaça futebol desporto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)