Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

UEFA diz que Platini tem possibilidade de "limpar o nome"

Antigo dirigente está suspenso por oito anos.
21 de Dezembro de 2015 às 12:26
Num comunicada a UEFA disse apoiar Michel Platini
Num comunicada a UEFA disse apoiar Michel Platini FOTO: EPA

A UEFA mostrou-se esta segunda-feira desapontada pela decisão do Comité de Ética da FIFA em suspender Michel Platini por oito anos, mas lembrou que o presidente do organismo do futebol europeu ainda tem possibilidade de limpar o seu nome.

"Naturalmente, a UEFA está extremamente desapontada com esta decisão, embora ainda seja passível de recurso. Mais uma vez, a UEFA apoia o direito que Michel Platini tem a um processo transparente e a oportunidade de poder limpar o seu nome", lê-se numa pequena nota publicada pelo organismo no seu site oficial.

O suíço Joseph Blatter, presidente demissionário da FIFA, e francês Michel Platini, que lidera a UEFA, foram suspensos por oito anos de toda a atividade ligada ao futebol, anunciou hoje o Comité de Ética da FIFA.

Em comunicado, o comité da FIFA, que na semana passada ouviu Joseph Blatter e os advogados de Platini - que se se recusou a comparecer -, indica que a sanção "entra imediatamente em vigor" e tem "âmbito nacional e internacional".

Platini qualifica suspensão como uma "verdadeira farsa"

O presidente a UEFA, o francês Michel Platini, suspenso por oito anos de toda a atividade ligada ao futebol, qualificou como uma "verdadeira farsa" a decisão do Comité de Ética da FIFA.

Platini, que lidera a UEFA e é vice-presidente da FIFA, e o suíço Joseph Blatter, presidente demissionário da FIFA, foram hoje suspensos por oito anos de toda a atividade ligada ao futebol.

O francês, que estava na corrida à presidência da FIFA, disse, em nota enviada à agência AFP tratar-se de uma "farsa" que é "levada a cena" pela "sujidade" de instâncias às quais não reconhece legitimidade e credibilidade.

"Paralelamente a um recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), estou determinado, de futuro, a recorrer à justiça civil para obter a reparação integral por todos os danos que tenho sofrido ao longo destas semanas e em todo o processo", salientou o ex-futebolista e responsável máximo da UEFA.

UEFA Comité de Ética da FIFA Michel Platini Joseph Blatter futebol desporto
Ver comentários