Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Ciclistas da W52 FC Porto arriscam penas até seis anos

São mais de dez elementos ligados à equipa e são alvo de um procedimento disciplinar.
Mário Pereira 28 de Junho de 2022 às 17:51
Equipa W52-FCPorto está envolvida num escândalo em que há suspeitas de doping, que pode levar à extinção da mesma
Equipa W52-FCPorto está envolvida num escândalo em que há suspeitas de doping, que pode levar à extinção da mesma FOTO: Direitos Reservados

Os ciclistas e membros do staff da equipa W52/FC Porto começaram esta terça-feira a ser notificados pela Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP) no âmbito da Operação Prova Limpa. São mais de dez elementos ligados à equipa e são alvo de um procedimento disciplinar. Têm agora dez dias para responder. Se não conseguirem justificar a posse de substâncias dopantes, vão ser suspensos.

O CM sabe que é alta a probabilidade de estes ciclistas serem mesmo castigados. Nesta fase, o período máximo de suspensão é de 120 dias. O Colégio Disciplinar da ADoP vai depois decidir os castigos a aplicar. No limite, nessa segunda fase da investigação, podem ser afastados da competição por um período que pode ir até aos seis anos. Paralelamente, também a UCI, entidade que controla o ciclismo a nível mundial, pode suspender a equipa. O processo na justiça, em que o ex-diretor desportivo Nuno Ribeiro é um dos arguidos, continua em curso.

W52 FC Porto Colégio Disciplinar da ADoP W52/FC Porto Autoridade Antidopagem de Portugal desporto
Ver comentários
}