Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

COI retira medalhas olímpicas a mais três atletas por doping

O COI já reanalisou 1.545 amostras referentes aos Jogos Pequim2008 e Londres2012.
5 de Abril de 2017 às 17:21
O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI) Thomas Bach
O Comité Olímpico Internacional é presidido por Thomas Bach
Presidente do COI, Thomas Bach
O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI) Thomas Bach
O Comité Olímpico Internacional é presidido por Thomas Bach
Presidente do COI, Thomas Bach
O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI) Thomas Bach
O Comité Olímpico Internacional é presidido por Thomas Bach
Presidente do COI, Thomas Bach
Os dois primeiros classificados da prova de luta livre dos Jogos Olímpicos Pequim2008 vão ter que devolver as medalhas conquistadas, por doping, assim como a segunda posicionada no halterofilismo em Londres2012, anunciou esta quarta-feira o Comité Olímpico Internacional (COI).

O lutador uzbeque Artur Taymanzov vai ter que entregar o ouro alcançado na China e o ucraniano Vasyl Fedoryshyn vai ficar sem a medalha de prata, os dois na sequência da reavaliação das amostras recolhidas na época, que acusaram consumo de substâncias dopantes.

Pela mesma razão, a russa Svetlana Tzarukaeva vai ter que devolver a prata conquistada na capital inglesa em 2012, na competição feminina de halterofilismo.

O COI já reanalisou 1.545 amostras referentes aos Jogos Pequim2008 e Londres2012, utilizando métodos científicos que não estavam disponíveis na altura em que amostras foram recolhidas.
Comité Olímpico Internacional medalhas doping devolução Vasyl Fedoryshyn Svetlana Tzarukaeva Artur Taymanzov
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)