Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Miguel Oliveira não dá hipótese aos adversários e vence no Algarve em prova emocionante

"É um dia incrível para mim. Com a minha família aqui", diz o piloto emocionado.
Correio da Manhã e Lusa 22 de Novembro de 2020 às 14:01
Miguel Oliveira no Grande Prémio
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira celebra em Portimão
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira no Grande Prémio de Portugal
Miguel Oliveira no Grande Prémio de Portugal
Miguel Oliveira no Grande Prémio
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira celebra em Portimão
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira no Grande Prémio de Portugal
Miguel Oliveira no Grande Prémio de Portugal
Miguel Oliveira no Grande Prémio
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira celebra em Portimão
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira no Grande Prémio de Portugal
Miguel Oliveira no Grande Prémio de Portugal
Miguel Oliveira é o vencedor do Mundial de MotoGP, que ocorreu este domingo, no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.

O piloto português emocionou-se no final da prova, realizada "em casa", da qual saiu vencedor. "É um dia incrível para mim. Com a minha família aqui", diz Miguel Oliveira.

Uns minutos antes da prova, prestes a começar a competição o piloto de Almada disse que "estar a competir este nível, dentro deste cenário que vivemos, é uma homeangem sentida de toda a organização, equipas e pilotos, pelo facto de a Dorna ter feito com esforço deste campeonato que é exemplo para todas as organizações mundiais. Mensagem aos portugueses: 'Um abraço a todos, que não sofram muito!".

O piloto luso gastou 41.48,163 minutos para cumprir as 25 voltas à pista do Autódromo Internacional do Algarve, deixando o australiano Jack Miller (Ducati) na segunda posição, a 3,193 segundos, e o italiano Franco Morbidelli (Yamaha) em terceiro, a 3,298 segundos.

Esta foi a segunda vitória na temporada para o piloto de Almada, que somou o dobro dos triunfos do que o espanhol Joan Mir (Suzuki), que na prova anterior já se tinha sagrado campeão mundial de MotoGP.

Miguel Oliveira, que partia do primeiro lugar da grelha, dominou a corrida desde o arranque, partindo para uma série de voltas rápidas, sendo, durante quase toda a prova, o único a rodar no segundo 39.

O piloto português foi cavando uma distância confortável para toda a concorrência, que chegou quase aos 4,5 segundos na 20.ª das 25 voltas previstas, registando um novo recorde do circuito algarvio, rodando na nona volta em 1.39,855 segundos, a uma média de 165,5 km/h.

Com este resultado, Miguel Oliveira subiu ao nono lugar da classificação, com 125 pontos, a 46 do campeão, o espanhol Joan Mir (Suzuki), que este domingo foi forçado a abandonar, com problemas na roda traseira da sua mota.

Franco Morbidelli acabou por assegurar o segundo lugar, a 13 pontos do campeão.

Entre os construtores, a Ducati acabou por assegurar o título enquanto Morbidelli foi o melhor dos pilotos independentes, numa classificação na qual Miguel Oliveira foi quarto classificado, a apenas dois pontos do terceiro, o francês Fabio Quartararo (Yamaha).

MotoGP Autódromo Internacional do Algarve Miguel Oliveira desporto motociclismo
Ver comentários