Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Pinto da Costa "esperançado" no sucesso da equipa de ciclismo

Diretor desportivo da W52 satisfeito com a parceira.
6 de Dezembro de 2015 às 20:31
Pinto da Costa, presidente do FC Porto
Pinto da Costa, presidente do FC Porto FOTO: José Moreira
O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, mostrou-se este domingo "imensamente esperançado" que a nova equipa de ciclismo W52-FC Porto-Porto Canal vai ter muito sucesso.

"Estou imensamente esperançado que a nova equipa que agora nasce vai ter sucesso. Foi a pensar em todos os portistas que sempre me perguntavam quando íamos ter ciclismo, na sua vontade e no que o ciclismo representa como propaganda do clube que fizemos este acordo válido por cinco anos", disse o presidente portista em declarações ao Porto Canal.

Pinto da Costa mostrou-se "muito feliz" pelo regresso da modalidade ao clube, recordando que ainda na recente gala dos Dragões de Ouro teve a oportunidade de dizer que continuava motivado para fazer algo mais pelo FC Porto.

"Naturalmente, estou feliz pela colaboração com a W52, que tem sido um grande suporte do ciclismo nacional. Numa conjugação de esforços com o senhor Adriano Quintanilha e com o Nuno Ribeiro, o diretor desportivo, conseguimos entre os três um entendimento perfeito e rápido, mas com os pés bem assentes no chão", prosseguiu, considerando a parceria "excelente".

Diretor desportivo satisfeito
Confessando que augura muitas felicidades à equipa que tem o vencedor das duas últimas edições da Volta a Portugal, o presidente assumiu-se ainda muito satisfeito por ter Nuno Ribeiro, cujo "coração é 'dragão'", como diretor desportivo.

"A nível pessoal, era um sonho que tinha enquanto atleta, visto que sou portista. Enquanto diretor, é bom fazer parte disto e é um marco para o ciclismo, que o FC Porto já não tinha há alguns anos", confessou o também presidente da União Ciclista de Sobrado, até agora a 'sede' da equipa.

Nuno Ribeiro reconheceu que com a associação aos 'azuis e brancos' a responsabilidade será "ainda maior": "Vamos tentar vencer o maior número de provas possível, mas o principal objetivo será a revalidação da Volta a Portugal. A maior parte dos ciclistas vai manter-se, o que vai mudar é a cor dos equipamentos. O preto vai passar a ser branco, porque azul já éramos".
Jorge Nuno Pinto da Costa FC Porto Nuno Ribeiro Adriano Quintanilha Volta a Portugal desporto ciclismo
Ver comentários