Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Portugal Open seguro até 2017

Emídio Guerreiro garante a continuação da prova. Rali de Portugal também vai sobreviver.
Pedro Carreira 6 de Dezembro de 2014 às 19:07
O tenista argentino Carlos Berloq foi o vencedor da edição de 2014 do torneio
O tenista argentino Carlos Berloq foi o vencedor da edição de 2014 do torneio FOTO: Miguel Barreira

A realização do Portugal Open em ténis nos próximos três anos (até 2017, inclusive) e do Rali de Portugal foi ontem garantida por Emídio Guerreiro. O secretário de Estado do Desporto e da Juventude assegurou que a sobrevivência das provas não será feita à custa de financiamento público.

"Está tudo feito de modo a que o Portugal Open tenha lugar, e, tanto quanto sei, tenho a certeza de que se vai realizar", disse o governante, à margem de um congresso na Maia. Emídio Guerreiro recusou dar mais pormenores sobre a forma como foi solucionada a manutenção do torneio, que esteve em risco com o afastamento de João Lagos da organização por falta de verbas.

A prova masculina está confirmada, mas ainda não é certo que o Jamor acolha a competição feminina. À hora de fecho desta edição, quer o calendário oficial do ATP (circuito masculino), quer o do WTA (feminino) na semana do torneio (de 27 de abril a 3 de maio de 2015) continuavam por "determinar".

Também o Rali de Portugal (21 a 24 de maio de 2015) esteve em risco devido à ausência de patrocinadores e à retirada do apoio financeiro por parte do Ministério da Economia.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)