Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

"Um dos maiores guerreiros do nosso desporto": As reações à morte do piloto Paulo Gonçalves

Miguel Oliveira, Félix da Costa e Emanuel Silva prestaram homenagem ao português.
Correio da Manhã 12 de Janeiro de 2020 às 10:57
Paulo Gonçalves
Paulo Gonçalves
Paulo Gonçalves
O mundo do desporto está de luto. O piloto português Paulo Gonçalves, de 40 anos, morreu este domingo na sequência de uma queda na 7.ª etapa do rali Dakar na Arábia Saudita, anunciou a organização. 

São já várias as homenagens ao português. Miguel Oliveira foi um dos primeiros a reagir à morte. O piloto português publicou uma fotografia de Paulo Gonçalves na sua conta na rede social Instagram, onde destaca a coragem e valentia "como exemplo para todos nós". 

Ver esta publicação no Instagram

Paulo, deixaste uma marca profunda na vida de quem teve o privilégio de se cruzar contigo. A tua coragem e valentia são exemplo para todos nós. DEP

Uma publicação partilhada por MiguelOliveira88 (@migueloliveira44) a


O automobilista António Félix da Costa recorda o piloto de motas como "um dos maiores guerreiros do nosso desporto".


Ver esta publicação no Instagram

Um dos maiores guerreiros do nosso desporto. Deixou nos a fazer o que mais gostava. Es um tigre Paulo. Descansa em Paz!

Uma publicação partilhada por Antonio Felix da Costa (@afelixdacosta) a



Marcelo Rebelo de Sousa lamenta morte do motociclista
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou a morte do motociclista Paulo Gonçalves.

Marcelo apresenta à família enlutada as mais sentidas condolências. "Paulo Gonçalves morreu a tentar alcançar o sonho de vencer uma das mais duras e perigosas provas de rally do mundo, na qual foi sempre um digníssimo representante de Portugal, chegando a alcançar o segundo o lugar em 2015", pode ler-se no comunicado do site da presidência. 

O canoista português Emanuel Silva deixou também a sua homenagem a Paulo Silva. "Serás sempre uma referência no desporto nacional", escreveu numa publicação no Instagram.

Ver esta publicação no Instagram

Desporto português de luto Serás sempre uma referência no desporto nacional. Até sempre campeão ES

Uma publicação partilhada por Emanuel Silva (@emanuelsilva2008) a



Benfica lamenta morte do piloto

O Benfica lamentou a morte de Paulo Gonçalves, durante a sétima etapa do rali Dakar, na Arábia Saudita, lembrando a parceria durante vários anos entre "um dos mais credenciados pilotos portugueses de sempre" e o clube.

"Foi parceiro do Sport Lisboa e Benfica em vários anos e sentia grande orgulho em ostentar a águia no equipamento de 'motard', nomeadamente no capacete, durante as provas sobre duas rodas", lembrou o Benfica na sua página oficial na internet.

Na nota, em que lembram também o título mundial de rali crosse conquistado em 2015 e a presença regular do piloto no Dakar, os 'encarnados' ainda manifestam pesar à "família e amigos de Paulo Gonçalves".

Presidente da Federação Internacional de Motociclismo
O presidente da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), o português Jorge Viegas, considerou em declarações à Agência Lusa, que "o motociclismo português está de luto muito carregado" na sequência da morte de Paulo Gonçalves no Rali Dakar. "Não posso estar mais triste. Era um piloto que adorava e que conhecia desde pequenino. Era um exemplo como piloto e como pessoa", começou por dizer Jorge Viegas à Lusa.

Governo lamenta morte do 'motard' "altruísta e ético"
O Governo disse este domingo que o piloto Paulo Gonçalves fica para a história do motociclismo como um dos desportistas com a 'ética' e o 'altruísmo' como marcas indeléveis da sua carreira.

"O percurso do motociclista português na alta competição ficou marcado por colocar sempre na frente da sua ação os valores da ajuda, do companheirismo e da sã competição", refere a nota conjunta do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e do secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.


Autarquia de Esposende recorda papel como embaixador do município

A Câmara Municipal de Esposende manifestou este domingo "profundo pesar" pela morte do piloto Paulo Gonçalves.

"Nesta hora difícil, o Município de Esposende vem manifestar profundo pesar pela morte do piloto Paulo Gonçalves. 'Embaixador' de Esposende no Mundo, deixa a sua marca de homem exemplar e dedicado, ao desporto e à sociedade", pode ler-se numa publicação na página da autarquia na rede social Facebook.



Honda diz que nunca esquecerá o português
A equipa Monster Energy Honda disse este domingp que nunca esquecerá o "amigo" Paulo Gonçalves, horas depois de o piloto português ter morrido na sétima etapa da edição 2020 do Rali Dakar de todo-o-terreno.

"O nosso amigo e antigo corredor da Team HRC (2013-2019) Paulo Gonçalves morreu hoje durante a sétima etapa do Rali Dakar de 2020. A equipa Monster Energy Honda queria estender as condolências à sua família e amigos. Descansa em paz, Paulo. Nunca te esqueceremos", lê-se numa mensagem da equipa nipónica na rede social Twitter.


Presidente da FMP lamenta morte de "um apaixonado pela vida e pelas motos"
O presidente da Federação de Motociclismo de Portugal (FMP), Miguel Marinheiro, classificou este domingo como "uma notícia triste e trágica" a morte do 'motard' Paulo Gonçalves, no rali Dakar, que descreveu como "um apaixonado da vida e das motos".

"É uma notícia triste e trágica", referiu Miguel Marinheiro em declarações à agência Lusa, considerando que o piloto de Esposende "merece todos os elogios".

Segundo Miguel Marinheiro, o 'motard' português, de 40 anos, "era um apaixonado da vida e das motas", lembrando-o como "o piloto com mais títulos de campeão nacional", mas acima de tudo como "um excelente homem".

"Começou no motocrosse, passou pelo enduro e pelo todo-o-terreno, em todas as modalidades que praticou foi campeão" disse, acrescentando: "O Paulo era um piloto de excelência e respeitado por todos os adversários".

Miguel Marinheiro referiu que o piloto era também um apaixonado pelo Dakar, onde teve "excelentes resultados" entre os quais um segundo lugar em 2015.

"Agora nos últimos anos a sua paixão era o Dakar, com excelentes resultados. Todos os anos, todos esperávamos uma vitória do Paulo que, infelizmente, já não vai acontecer. Fica-nos a saudade, mas a memória do excelente piloto que ele foi e dos resultados brilhantes que teve", afirmou.


Paulo Marques fala num "lutador"
"O Paulo era um lutador, um profissional. Ninguém merece uma coisa destas, mas ele ainda menos. Era daqueles que nunca desistia", disse Paulo Marques à agência Lusa.

O antigo piloto de Famalicão era o diretor da equipa Honda que levou Paulo Gonçalves pela primeira vez ao Rali Dakar, em 2006.

"Correu para mim em 2006. Correu no enduro na minha equipa e arranjámos condições para ele ir ao Dakar. Era um piloto muito forte fisicamente e com uma cabeça muito determinada. Era um profissional", recorda Paulo Marques.

O "Marquês", primeiro português a ganhar uma etapa nas motas no Dakar, acredita que o piloto de Esposende "ainda tinha muito para dar na prova", onde deixa "um legado".

"É dos pilotos com maior palmarés português", recorda Paulo Marques, que lembra "uma pessoa pacata, nortenho de gema, com piada".

"Gostava de estar sempre com os amigos. Era uma pessoa muito querida", concluiu, emocionado.

Desportistas portugueses reagem à perda de uma "referência"
A Federação de Andebol de Portugal foi das primeiras a reagir à notícia, com um 'tweet' pesaroso, ilustrado com uma cara de tristeza e a bandeira de Portugal, e a mensagem de "pêsames".

Da canoagem, os atletas olímpicos Fernando Pimenta, Emanuel Silva e Joana Vasconcelos demonstraram consternação com a morte do piloto, uma referência para todos.

"Portugal e o desporto nacional estão de Luto. Perdemos um dos nossos, um dos melhores", escreveu o campeão mundial Fernando Pimenta, lembrando que o piloto era "um campeão na mota e fora dela".

Do mundo do futebol, a Federação reagiu no Twitter da seleção, assinalando que "o espírito de aventura de um verdadeiro herói, nunca se esquece".

"Descansa em paz, Paulo Gonçalves", refere ainda o organismo federativo.

O campeão do mundo de futebol de praia Madjer sublinhou que "o desporto português e mundial ficou mais pobre", e o guarda-redes internacional Beto lembrou que Paulo Gonçalves foi um embaixador do desporto.

"Elevaste o nome de Portugal bem alto além-fronteiras. Perdemos um enorme homem e um embaixador do desporto motorizado. Descansa em paz Paulo Gonçalves", escreveu o guarda-redes, atualmente nos turcos do Goztepe.

Ruben Faria e Hélder Rodrigues lembram grande amigo
"É com profunda tristeza que recebi esta notícia! Paulo eras mais que um colega de profissão, tu eras um grande amigo, crescemos juntos naquilo que sabíamos fazer, partiste a fazer aquilo que mais gostavas, andar de moto", escreveu Ruben Faria.

Numa mensagem na sua página no Facebook, Ruben Faria junta uma fotografia com Paulo Gonçalves e Hélder Rodrigues, um trio que conseguiu dos melhores resultados portugueses nas motos no Dakar.

"Até um dia meu amigo!", concluiu Ruben Faria.

Também no Facebook, Hélder Rodrigues lamentou a morte de um "grande guerreiro", numa mensagem em que junta fotos com Paulo Gonçalves e Ruben Faria.

"Amigo há tantos anos que estávamos a buscar o mesmo sonho e objetivo, lutando, lutando, e tu partiste agora. Descansa em paz meu querido, sempre com a força que tiveste até hoje. Para a tua família muita força neste momento e todo o carinho que merecem. Eras um grande guerreiro e assim vais ficar na nossa cabeça e coração", escreveu Hélder Rodrigues, que sofreu um acidente grave no Dakar em 2007.

Equipa Hero recorda um "grande ser humano"

A equipa Hero recordou este domingo o português Paulo Gonçalves como um "grande ser humano".

"Um verdadeiro campeão, um grande ser humano e, acima de tudo, um espírito bondoso. Vamos sentir a tua falta. RIP [descansa em paz], Speedy Gonçalves", lê-se numa mensagem da equipa do português.



FC Porto disse que desporto motorizado perdeu uma das maiores figuras 
O FC Porto considerou que "o desporto motorizado português perdeu este domingo uma das suas maiores figuras".

"Os nossos pensamentos estão com os familiares e amigos do Paulo 'Speedy' Gonçalves", escreveram os 'dragões' na rede social Twitter.


Fernando Alonso fala em "dia muito triste"

O piloto espanhol Fernando Alonso considerou que este domingo é um "dia muito triste".

"Dia muito triste. Um abraço imenso para a família e amigos de Paulo Gonçalves. Um campeão. Descansa em paz", escreveu no Twitter o espanhol, bicampeão mundial de Fórmula 1, que se está a estrear no Dakar.


Fernando Gomes diz que Portugal perdeu um dos maiores atletas
O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, disse que o desporto português perdeu este domingo um dos seus maiores atletas.

Numa mensagem publicada no site da FPF, Fernando Gomes refere que "o desporto português perdeu um dos seus maiores atletas", lembrando que "Paulo Gonçalves foi sempre um símbolo de talento, vocação, persistência e coragem".

"Um exemplo de tenacidade e também de desportivismo", recorda o líder da FPF, destacando "os resultados alcançados por Paulo Gonçalves que o tornaram uma referência na modalidade, mas também o exemplo de inspiração que representou o seu trajeto de desportista".

Liga de clubes lamenta morte de "símbolo do desporto motorizado"
A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) lamentou a morte do piloto Paulo Gonçalves, classificando-o como "um símbolo do desporto motorizado".

"Paulo Gonçalves era um símbolo do desporto motorizado, cujo nome ficará para sempre ligado ao desporto português", escreve o presidente da LPFP num comunicado divulgado pelo organismo que gere as competições profissionais de futebol.

Pedro Proença lembra que a carreira e a "forma carinhosa como era tratado pelos adeptos do desporto motorizado dizem tudo da sua personalidade". A Liga enviou as condolências à família do 'motard'.

Vitória de Guimarães lamenta perda de uma "referência"
O Vitória de Guimarães, clube da I Liga portuguesa de futebol, considerou que Portugal perdeu "uma das maiores referências" do país no desporto motorizado.

"O desporto está de luto. Hoje perdemos uma das maiores referências do desporto motorizado português. Neste momento de dor, o Vitória Sport Clube endereça aos familiares e amigos de Paulo Gonçalves os sentidos pêsames", lê-se na nota publicada no site oficial dos vitorianos, acompanhada por uma fotografia do piloto numa mota, a preto e branco.

Stéphane Peterhansel diz que cada morte coloca tudo em causa
O piloto francês Stéphane Peterhansel, múltiplo campeão no Rali Dakar, em motas e carros, considerou este domingo que a morte faz com que se coloque tudo em causa, mas falou da paixão de Paulo Gonçalves pelo seu desporto.

"Era alguém que conhecia os riscos, era a sua paixão. Isso pode atenuar um pouco o que sentimos. Ele [Paulo Gonçalves] partiu a fazer o que o apaixonava, o que é um pequeno consolo. Mas é difícil de 'engolir' de cada vez que acontece", comentou Peterhansel.

Marc Coma "sem palavras"

O espanhol Marc Coma lamentou a morte de Paulo Gonçalves, dizendo ter ficado "sem palavras".

"Hoje, um dos nossos pagou um preço demasiado alto. Não tenho palavras para expressar o que realmente sinto", escreveu Coma nas redes sociais.

"Foi um grande piloto, uma pessoa exemplar de quem todos gostávamos muito", concluiu, deixando uma palavra de "força para toda a família nestes momentos tão complicados".


Campeão mundial Marc Márquez lembra piloto pela sua paixão e coração
O espanhol Marc Márquez, hexacampeão mundial de motociclismo, na categoria de MotoGP, disse este domingo que lembrará Paulo Gonçalves pela sua "paixão e ainda melhor coração".

"Muito triste com o falecimento do Paulo no Dakar. Vamos recordar-te sempre pela tua paixão e melhor coração. Descansa em paz amigo", escreveu no Twitter o campeão mundial e piloto da Honda, marca que Paulo Gonçalves também representou.


Toby Price classifica dia como o "pior para o motociclismo"
O australiano Toby Price, o primeiro piloto a chegar junto de Paulo Gonçalves após o acidente classificou o dia deste domingo como o "pior para o motociclismo".

"Descansa em paz, Paulo Gonçalves. A tua ausência vai ser sentida por muitos. Os meus pensamentos e orações vão para a tua família e amigos. Esta é muito difícil de digerir", escreveu o australiano, vencedor do Dakar em 2019, na rede social Twitter.

Toby Price terá sido o primeiro piloto a parar junto de Paulo Gonçalves, após a queda durante a sétima etapa da prova, tendo ficado junto do 'motard' português até a equipa médica e outros pilotos chegarem.

Diretor da KTM descreve o piloto como "uma lenda do nosso desporto"
O diretor desportivo da KTM, o espanhol Jordi Viladoms, deu conta da "tristeza" que tomou conta da equipa pela morte de Paulo Gonçalves, garantindo que "ninguém está mais chocado do que Toby Price", o primeiro a chegar ao local.

"Foi um dia extremamente triste para toda a família do rali. Ele era muito querido no acampamento, não só por ser um grande piloto mas, também, por ser uma pessoa espantosa e uma lenda do nosso desporto", disse o antigo piloto espanhol.

Viladoms admitiu que toda a equipa ficou "chocada", mas "ninguém mais do que o Toby [Price], que foi o primeiro a alcançar o Paulo depois da queda", revelou o responsável desportivo a KTM.

Mário Patrão "desolado e em lágrimas"

O piloto Mário Patrão (KTM) chegou este domingo "desolado e em lágrimas" ao acampamento do Rali Dakar de todo-o-terreno, após a morte de Paulo Gonçalves na sequência de uma queda na sétima etapa da prova.

"Não há palavras que possam descrever aquilo que sinto. Por detrás destas competições estão as nossas vidas e sempre com um enorme sofrimento. Mas, hoje, esta realidade dói mais e abala-nos a todos. Perdemos um grande amigo, um excelente ser humano e um piloto incrível", declarou Mário Patrão (KTM), um dos portugueses em prova na categoria das motas e que disputava com Paulo Gonçalves o estatuto de piloto português mais titulado de sempre.

O piloto de Seia concluiu dizendo que, nestas alturas, tudo é colocado "em causa".

Ferro Rodrigues manifesta "choque e tristeza"

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, manifestou este domingo "choque e tristeza" pela morte do piloto português Paulo Gonçalves na sequência de uma queda no Rali Dakar.

Numa mensagem enviada à agência Lusa, o presidente da Assembleia da República "manifesta o seu choque e tristeza pela morte do motociclista Paulo Gonçalves".

Ferro Rodrigues "irá tomar a iniciativa de apresentar um voto de pesar em próxima reunião plenária da Assembleia da República, endereçando, em seu nome e em nome da Assembleia da República, as mais sentidas condolências à família e amigos", lê-se na mesma nota.

António Costa lembra piloto como um exemplo de "ética, altruísmo e sã competição"

O primeiro-ministro, António Costa, lamentou a morte do piloto Paulo Gonçalves.

Numa publicação feita na rede social Twitter, António Costa disse que: "Paulo Gonçalves será lembrado como um exemplo de ética, altruísmo e sã competição". 

O primeiro-ministro disse que o piloto era um "atleta de exceção" e deu as condolências à família. 

Paulo Gonçalves PST Arábia Saudita Dakar Instagram desporto motociclismo reações
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)