Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Usain Bolt não se arrepende pela retirada anunciada

Velocista jamaicano diz que a sua carreira "foi longa" e com "altos e baixos".
26 de Junho de 2017 às 17:15
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt
Usain Bolt, o já lendário velocista jamaicano que se retira do atletismo no final da época, disse esta segunda-feira em Ostrava que não se arrepende da decisão e que a sua carreira "foi longa" e com "altos e baixos".

Falando na conferência de imprensa de lançamente do meeting de Ostrava, na Reoública Checa, que terá lugar na quarta-feira, o atleta de 30 anos foi claro na sua determinação: "Fiz tudo o que queria fazer e agora é o fim. Não tenho problemas com isso. Voltarei a Ostrava, mas só para ver, para estar no meio do público e ver a nova geração aparecer".

"Foi uma grande carreira, aprecio os altos mas também os baixos, toda a experiência que adquiri, as alegrias e as tristezas", disse ainda o recordista mundial dos 100 e 200 metros e triplo campeão olímpico nas duas distâncias.

Bolt, que fará em Ostrava a sua penúltima prova antes dos Mundiais de Londres (04 a 13 de agosto), correndo os 100 metros, não se mostrou "preocupado" com a falta de competição - apenas fez uma vez 100 metros em 2017, em Kingston, no início do mês.

Depois de Ostrava, ainda tem agendado os 100 metros do meeting do Mónaco, a 21 de julho.

Questionado sobre o que vai fazer depois de deixar de correr, assumiu não ter "nenhuma ideia".

"Fico ansioso com a ideia de me sentar e ver quem vai ser o próximo campeão olímpico. Muitas caras novas estão a aparecer, com um grande potencial, vai ser interessante ver isso. O meu 'coach' insiste comigo para que me torne treinador e no próximo ano posso estar ao lado dele para observar. Televisão?, não sei... mesmo que muita gente tenha projetos para mim", disse ainda.
Londres Usain Bolt Ostrava Reoública Checa Mundiais Kingston Mónaco desporto atletismo
Ver comentários