Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Volta a Portugal: Mais um sprint antes da Torre

João Matias da equipa do Mortágua foi o mais forte na chegada em Castelo Branco. Rafael Reis mantém-se de amarelo.
Luís Oliveira 7 de Agosto de 2022 às 09:21
João Matias deixou a concorrência para trás e depois dedicou a vitória à mulher e ao filho que está para nascer
João Matias deixou a concorrência para trás e depois dedicou a vitória à mulher e ao filho que está para nascer FOTO: PEDRO SARMENTO COSTA/ lusa
O ciclista minhoto João Matias (Tavfer-Mortágua) venceu este sábado ao sprint a 2ª etapa da Volta a Portugal que começou em Badajoz e terminou na Av. Nuno Álvares, em Castelo Branco. A tirada de 181,5 km ficou marcada por várias quedas, a última das quais na aproximação à meta.

A fuga do dia foi constituída por quatro ciclistas e esteve sempre sob controlo do pelotão, liderado pela equipa Glassdrive, que não deu mais do que três minutos de ‘liberdade’. Com o aproximar da meta, as equipas dos sprinters começaram a querer marcar o lugar no pelotão, o que criou alguma confusão. No sprint, João Matias, natural de Barcelos, acabou por levar a melhor sobre o norte-americano Scott McGill (Wildlife Pro Cycling, vencedor da etapa de sexta-feira) e Mauricio Moreira (Glassdrive), que voltou a ser terceiro. João Matias dedicou a vitória à mulher e ao filho que nasce em setembro. Rafael Reis manteve a camisola amarela de líder da prova.

Este domingo corre-se aquela que é considerada a etapa-rainha da edição 83ª da Volta a Portugal, com a subida à Torre, na serra da Estrela, o ponto mais alto de Portugal continental (2000 metros de altitude). São 159 km entre a Sertã e a Torre, subida pelo lado da Covilhã.
Ver comentários
C-Studio