Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Fernando Santos desvaloriza palavras de Cristiano Ronaldo

Selecionador português diz não estar nada preocupado porque tem "a certeza absoluta do que vai acontecer".
27 de Maio de 2018 às 20:33
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
Fernando Santos
O selecionador português de futebol, Fernando Santos, disse este domingo não estar nada preocupado com o futuro de Cristiano Ronaldo, porque tem "a certeza absoluta do que vai acontecer".

Após conquistar pela quinta vez a Liga dos Campeões, no sábado, com um triunfo por 3-1 sobre o Liverpool, Cristiano Ronaldo lançou uma 'bomba' ainda no relvado: "foi bom jogar no Real Madrid".

"Já falei com o meu agente [Jorge Mendes] e já lhe disse. Ele está a par da situação e vai haver novidades", disse Ronaldo, em declarações recolhidas pela RTP em Kiev.

Fernando Santos mostrou satisfação por Ronaldo ter conquistado a sua quinta 'Champions' e desvalorizou as palavras do 'capitão' da seleção lusa no final da partida, que têm suscitado dúvidas sobre o seu futuro.

"Segui com muita atenção o jogo, a torcer pela vitória do Real Madrid, muito em função da presença do Cristiano Ronaldo. Penso que todos os portugueses ficaram satisfeitos e eu também. Dei-lhe os parabéns imediatamente a seguir ao jogo e volto a dar agora. Todos os jogadores estão altamente focados na seleção e não estou nada preocupado (com futuro de Cristiano Ronaldo) porque tenho a certeza absoluta do que vai acontecer", frisou.

"Resultados contam sempre na seleção nacional"
O selecionador nacional de futebol, Fernando Santos, frisou hoje que, apesar do jogo de segunda-feira com a Tunísia, em Braga, ser um particular, os resultados da seleção portuguesa "interessam sempre".

"Os resultados interessam sempre, estamos a representar a seleção nacional, não já jogos em que os resultados não contam, sendo mais ou menos amigáveis, antes do campeonato do Mundo ou da Europa, em competição oficial, porque quando estás em representação do teu país, tudo é importante", afirmou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão do jogo com os tunisinos.

No primeiro de três jogos particulares antes da fase final do campeonato do Mundial de 2018, na Rússia, Fernando Santos quer "ver como os jogadores estão depois da paragem dos campeonatos".

"À semelhança do que aconteceu em 2016, esta semana de treinos e estes três jogos são para ver a evolução dos jogadores em todas as suas componentes, para podemos ir afinando o que será a presença na Rússia, sabermos o que é preciso fazermos em treino nos aspetos tático e físico", disse o técnico.

No Grupo B, Portugal tem por adversário Marrocos e, por isso, a escolha da Tunísia, seleção africana melhor colocada no 'ranking' da FIFA, não foi por acaso, notou o treinador, ainda que tivesse frisado que, acima de tudo, quer tirar ilações da própria equipa.

Fernando Santos disse ainda que "não há nenhuma prioridade" para experimentar algum jogador, designadamente o estreante Rúben Dias e, questionado sobre se vai experimentar o 4x3x3 diante da Tunísia, considerou que "cada vez menos isso é discussão" porque os sistemas "são meras circunstâncias do início do jogo".

"Portugal vai jogar conforme a sua matriz, joga mais num sistema híbrido, à volta de um 4x3x3 e um 4x4x2, mas tem muito a ver com a dinâmica do jogo, com o que pretendemos e os movimentos coletivos da equipa", explicou.

Portugal e Tunísia defrontam-se às 19:45 de segunda-feira, no Estádio Municipal de Braga.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)