Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Ronaldo tornou-se o quarto jogador a marcar em quatro mundiais

Capitão luso bateu mais uma série de recordes com o 'hat trick' frente à Espanha.
Lusa 15 de Junho de 2018 às 20:15
Portugal e Espanha defrontam-se em Sochi no Mundial da Rússia
Ronaldo celebra o golo inaugural da partida, que marcou de penálti
Ronaldo abre o marcador de penálti no Portugal- Espanha do Mundial
Lance polémico de Diego Costa sobre Pepe antes do golo da Espanha
Cristiano Ronaldo celebra o seu segundo golo frente à Espanha
Portugal e Espanha defrontam-se em Sochi no Mundial da Rússia
Ronaldo celebra o golo inaugural da partida, que marcou de penálti
Ronaldo abre o marcador de penálti no Portugal- Espanha do Mundial
Lance polémico de Diego Costa sobre Pepe antes do golo da Espanha
Cristiano Ronaldo celebra o seu segundo golo frente à Espanha
Portugal e Espanha defrontam-se em Sochi no Mundial da Rússia
Ronaldo celebra o golo inaugural da partida, que marcou de penálti
Ronaldo abre o marcador de penálti no Portugal- Espanha do Mundial
Lance polémico de Diego Costa sobre Pepe antes do golo da Espanha
Cristiano Ronaldo celebra o seu segundo golo frente à Espanha
Cristiano Ronaldo tornou-se esta sexta-feira o quarto jogador a marcar em quatro Mundiais, ao apontar um tento à Espanha, logo aos quatro minutos, de penálti, na estreia da seleção portuguesa de futebol no Grupo B do Mundial2018, em Sochi. Feito que repetiria pouco antes do intervalo, ao fazer o que era na altura o 2-1 no jogo.

O capitão luso, que tinha marcado um golo em cada uma das suas três presenças, em 2006, 2010 e 2014, igualou o brasileiro Pelé (1958 a 1970) e os alemães Uwe Seeler (1958 a 1970) e Miroslav Klose (2002 a 2014), os únicos que o haviam conseguido.

O 'rei' Pelé, o único tricampeão mundial da história, marcou seis tentos em 1958, um em 1962 e 1966 e quatro em 1970, Seeler apontou dois em 1958, 1962 e 1966 e três em 1970, enquanto Klose conseguiu cinco em 2002 e 2006, quatro em 2010 e dois em 2014.

Na tabela dos melhores marcadores dos Mundiais, Klose é o líder, com 16 golos (em 24 jogos), Pelé, que totalizou 12, em apenas 14 encontros, é quinto, e Seeler, autor de nove, em 21 embates, é 14.º, junto a mais oito jogadores, entre os quais o português Eusébio da Silva Ferreira - nove em 1966.

Cristiano Ronaldo está muito longe dos melhores marcadores, pois só conta seis. Mas é o segundo melhor marcador de sempre da Seleção Nacional em mundiais, só atrás dos 9 de Eusébio no Inglaterra 1966.

Mas CR7 fez história face aos espanhóis, marcando num quarto mundial, 12 anos após a sua estreia na competição, com 21 anos. É o primeiro futebolista a marcar três golos à Espanha num Mundial e torna-se o jogador mais velho de sempre a fazer um 'hat trick' na competição.

Os golos de Ronaldo em mundiais
Na Alemanha, em 2006, Ronaldo ficou em 'branco' na estreia, face a Angola (1-0), mas apontou um tento logo ao segundo jogo, de grande penalidade, face ao Irão (2-0), para depois, com o apuramento assegurado, falhar o embate com o México (2-1).

Uma lesão tirou-o do jogo aos 34 minutos do jogo dos 'oitavos' com a Holanda (1-0) e, nos 'quartos', face à Inglaterra, marcou o penálti decisivo na 'lotaria' (4-3), depois de 120 minutos sem golos. Não faturou face à França (0-1), nas meias-finais, e a Alemanha (1-3), no jogo do 'bronze'.

Em 2010, na África do Sul, atuou os 360 minutos de Portugal e só marcou no segundo jogo, na goleada por 7-0 à Coreia do Norte, sendo que a equipa das 'quinas' também não fez golos em mais nenhum (0-0 com Costa do Martim e Brasil e 0-1 com a Espanha).

Quatro anos volvidos, a 'estadia' da formação das 'quinas' no Mundial foi ainda mais curta, com Ronaldo a ficar em 'branco' nos dois primeiros jogos, com a Alemanha (0-4) e os Estados Unidos (2-2), e a marcar na parte final do terceiro, face ao Gana (2-1), não evitando a eliminação prematura.

Em 2018, na Rússia, o capitão luso, com 33 anos, logrou marcar logo no primeiro jogo e conseguiu-o em menos de três minutos, ao conquistar um penálti, ao companheiro de equipa Nacho, e transformá-lo, não dando hipóteses a De Gea.

As estatísticas de Ronaldo no jogo com Espanha

Num só jogo, o madeirense teve a posse de bola 52 vezes, ganhou 60% dos duelos com outros jogadores, rematou quatro vezes, das quatro vezes marcou três golos, e teve 94% de precisão de passes. 





Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)