António Mexia pede afastamento de juiz da Relação do processo de que é alvo

Defesa do presidente da EDP alega que Ricardo Cardoso estava impedido de intervir no caso.
21.02.19
  • partilhe
  • 1
  • +
A defesa do presidente da EDP, António Mexia, e do administrador Manso Neto avançou, esta quinta-feira, com um pedido de nulidade do acórdão do Tribunal da Relação, que autorizou o Ministério Público a investigar o correio electrónico dos gestores.

Os advogados alegam que Ricardo Cardoso, juiz relator da decisão, estava, de acordo com a lei, impedido de intervir no processo, uma vez que a sua mulher, a desembargadora Anabela dos Santos Cardoso, já tinha sido juíza adjunta noutras duas decisões da Relação de Lisboa sobre o caso EDP, avança a Sábado.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!