Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

18 milhões perdidos em juros

Os titulares das contas popança-habitação perdem por ano 18 milhões de euros em juros, comparando com o que podiam obter se tivessem o dinheiro depositados noutras contas, denuncia a DECO numa análise comparativa divulgada ontem.
26 de Setembro de 2007 às 00:00
Os bancos aplicam taxas mais baixas nas CPH
Os bancos aplicam taxas mais baixas nas CPH FOTO: Natália Ferraz
“Os portugueses mantêm ainda 2,2 mil milhões de euros depositados nas CPH [contas poupança habitação] e, por esse facto, perdem anualmente cerca de 18 milhões de euros em juros, pois a taxa de juro líquida média [destas contas] é de apenas 2,0 por cento, contra 2,8 por cento num depósito de cinco mil euros a um ano”, refere um boletim financeiro da DECO Proteste.
Além da banca, a associação de defesa do consumidor aponta o dedo ao Ministério das Finanças, ao considerar que os titulares daquele tipo de contas são também lesados devido à extinção do benefício fiscal associado às entregas feitas para as CPH. As restrições ao levantamentos mantêm-se porém, “situação que tem vindo a ser aproveitada pelos bancos”, que impedem a transferência para outro banco, a menos que se contrate um crédito à habitação.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)