Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Câmara do Porto acaba 2014 sem dívidas em atraso a fornecedores

A dívida das autarquias caiu 2,3 mil milhões de euros nos últimos quatro anos.
22 de Janeiro de 2015 às 19:07
Câmara Municipal do Porto
Câmara Municipal do Porto FOTO: Sónia Caldas

A Câmara do Porto terminou 2014 sem quaisquer dívidas pendentes a fornecedores, à imagem do que já tinha acontecido nos primeiros seis meses do ano, fez esta quinta-feira saber a autarquia portuense.

Numa declaração, que é obrigatória por lei a cada semestre e que foi esta quinta-feira divulgada, o diretor municipal de Finanças e Património do Porto, Pedro Santos, atesta que "o município do Porto não tem quaisquer dívidas a fornecedores em atraso à data de 31 de dezembro de 2014". Nesta categoria, explicou à agência Lusa fonte oficial da Câmara Municipal do Porto, estão incluídos todos os fornecedores da autarquia, desde áreas como as refeições escolares e as atividades extracurriculares aos serviços de assessoria e consultoria e às empresas fornecedoras de materiais.

Já a 30 de junho de 2014, uma declaração do mesmo responsável atestava que os pagamentos aos fornecedores da autarquia tinham sido liquidados em tempo útil. A mesma fonte recordou que, de acordo com os relatórios trimestrais, apresentados à Assembleia Municipal, tem-se percecionado também um "abatimento da dívida bancária".

Apesar de ainda não ter sido apresentado o relatório relativo aos derradeiros três meses de 2014, o último documento, referente ao terceiro trimestre do ano, dava conta de que, nos primeiros nove meses, a autarquia já tinha conseguido "reduzir a dívida em 8,5 milhões de euros".

Os atrasos nos pagamentos a fornecedores são frequentemente apontados como um dos problemas da economia portuguesa, na medida em que, devido à falta de liquidez que essa situação gera, as empresas são frequentemente obrigadas a recorrer a empréstimos bancários.

A dívida das autarquias caiu 2,3 mil milhões de euros nos últimos quatro anos, sendo que, em 2010, o endividamento autárquico chegou a atingir os 8,1 mil milhões de euros e que, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento Regional, no terceiro trimestre do ano passado, o valor chegou aos 5,8 mil milhões de euros. A mesma tendência tem-se verificado ao nível dos pagamentos em atraso, que eram de 454 milhões de euros em novembro de 2014, quando, e ainda segundo o mesmo ministério, em 2011 chegaram a ser de 1,5 mil milhões de euros.

Câmara do Porto dívidas fornecedores autarquias
Ver comentários