Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Governo abre 'cordões à bolsa' para bombeiros

Vão receber 61 euros por dia, mais 4 do que em 2021.
Miguel Curado 14 de Maio de 2022 às 10:15
Bombeiros
Bombeiros FOTO: Nuno Alfarrobinha
A diretiva financeira do Ministério da Administração Interna que vai orientar o pagamento aos bombeiros envolvidos no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) para 2022 contempla um aumento geral de 5% em comparação com 2021.

Segundo a própria tutela revelou ontem, os 12 917 bombeiros envolvidos nas três fases de maior prontidão do DECIR, de amanhã até 15 de outubro, vão receber 61 euros por dia, mais 4 do que em 2021. O aumento contempla igualmente os comandantes. Assim, cada um destes elementos irá receber 71 euros por dia, pagos pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), um aumento face aos 67 euros de 2021. Por fim, e pela primeira vez, a ANEPC irá pagar cerca de meio milhão de euros às 400 associações humanitárias de bombeiros que disponibilizarem equipas de intervenção permanente para o dispositivo.

António Nunes, presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, aplaudiu esta "medida estruturante de reconhecimento da importância dos bombeiros". Além de quase 13 mil bombeiros, o DECIR conta com 3 mil viaturas e 60 meios aéreos.
Ver comentários