Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

500 milhões para 5500 empregos

O projecto é apresentado na quinta-feira e promete remodelar a zona do Vale da Amoreira, a norte da cidade de Faro. Ao todo representa um investimento privado de 500 milhões de euros e a criação directa de 5500 postos de trabalho.
2 de Maio de 2009 às 00:30
Projecto está previsto para a zona do Vale da Amoreira a norte de Faro
Projecto está previsto para a zona do Vale da Amoreira a norte de Faro FOTO: Sandra Sousa Santos

Numa área de vinte hectares, entre a Penha e a futura circular norte, vai surgir um novo centro comercial, do grupo Dolce Vita, com um hipermercado (um Continente, que irá substituir o Modelo actualmente existente na zona). A juntar à área comercial, haverá um hotel de quatro estrelas. O investimento prevê, ainda, a criação de uma área de saúde (ou uma clínica ou um hospital, qualquer deles privado) e residências medicamente assistidas para a terceira idade. Finalmente, está incluída uma zona residencial (número de fogos ainda a definir) e um parque verde urbano (ver caixa).

Refira-se que a área verde foi uma contrapartida exigida pela Câmara de Faro aos promotores do projecto. A autarquia exigiu, igualmente, que dez por cento do total de apartamentos construídos na zona seja destinado a habitação a custos controlados.

"Vai representar uma nova centralidade para a cidade", defende Apolinário, para quem o projecto representa "um plano de urbanização bem planeado".

Com o nome Porta da Amoreira, o projecto é totalmente privado, da responsabilidade do fundo imobiliário Imogharb. A sociedade gestora será um banco nacional, mas o nome da instituição bancária ainda não foi revelado.

NOVO 'PULMÃO' PARA A CIDADE

O parque urbano irá ocupar dez hectares (metade da área prevista para o investimento) e será o futuro ‘pulmão da cidade’ pois passará a ser a maior área verde de Faro e o maior parque urbano do Algarve, com diversas espécies de flora e áreas de lazer.

O desenho do parque é da responsabilidade do arquitecto paisagista Sidónio Pardal que, entre outros, desenhou o passeio marítimo de Oeiras, o parque de Almada e o parque da cidade do Porto. Refira-se que este último foi classificado pela Ordem dos Arquitectos como uma das cem obras do século XX em Portugal. Se a aprovação for rápida, esta parte do projecto deverá estar concluída em 2011, mas sóa primeira fase. Na concepçãode Sidónio Pardal, um parque urbano, depois de feito, vai-se desenvolvendo num período de deza 15 anos.

SAIBA MAIS

APROVAÇÃO

O projecto vai ser apresentado na quinta-feira na delegação da Penha da Junta de Freguesia da Sé. Depois ainda terá de ser apresentado em Assembleia Municipal para aprovação.

2 milhões de euros é quanto vai custar apenas o parque urbano previsto para o local. Com uma área de dez hectares, é três vezes o Jardim da Alameda.

20

Total de hectares abrangidos pelo projecto. Ficará situado entre a Penha e a futura circular norte, onde será construído também o novo acesso de Faro à Via do Infante.

CONCLUSÃO

Após a aprovação, o projecto deverá demorar cerca de três anos a ser concluído, podendo estar feito em 2012.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)