Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

650 burlas ao SNS e à Segurança Social investigadas

Conheça alguns dos expedientes usados pelos portugueses para enganar o Estado.
13 de Abril de 2014 às 11:45
Instituto da Segurança Social, problema informático, salários, funcionários, pagamento, Segurança Social
Instituto da Segurança Social, problema informático, salários, funcionários, pagamento, Segurança Social FOTO: Pedro Catarino

"Esquemas" mais ou menos imaginativos têm lesado os cofres do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e da Segurança Social, relata a edição deste domingo do Diário de Notícias. Segundo dados da Procuradoria Geral da República (PGR), entre 2009 e 2013, foram investigados mais de 650 casos.

São incontáveis os expedientes usados para enganar o Estado: sete gravidezes consecutivas de gémeos; uma assinatura falsa para receber durante anos a pensão da prima falecida; três bilhetes de identidade para receber três vezes o Rendimento Social de Inserção (RSI); empresas fantasmas criadas apenas para receber o subsídio de desemprego; falsificação de receitas médicas; esquemas de compras e vendas fictícias de medicamentos.

A Segurança Social e o Serviço Nacional de Saúde Os dois ministérios concertaram esforços com a Polícia Judiciária no combate à fraude.

Ministério Público investiga esquemas expedientes burlas Serviço Nacional de Saúde SNS Segurança Social
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)