Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

800 postos em risco

A informatização do comércio de armas e munições é uma das 100 medidas apontadas pela Associação dos Armeiros de Portugal (AAP) para que não fiquem em causa as 300 empresas e os 800 postos de trabalho do sector, que factura por ano 30 milhões de euros.
23 de Dezembro de 2011 às 01:00
Armeiros empregam 800 pessoas em todo o País
Armeiros empregam 800 pessoas em todo o País FOTO: direitos reservados

Segundo Artur Guérin, presidente da APP, "deste modo libertar--se-iam muitos elementos das forças policiais para outras tarefas, aceleravam-se os processos de licenciamento e uniformizavam-se todos os procedimentos nos comandos da PSP.

Para o responsável dos armeiros, é preciso reduzir a carga burocrática, haver maior diálogo com a PSP e desincentivar o comércio particular de armas, a fim de evitar que "a compra de uma arma legal em Portugal seja um verdadeiro martírio".

ARMAS MUNIÇÃO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)