Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

800 mil ganham menos de 600 €

É nos dois escalões mais baixos que se situa a média salarial.
José Rodrigues e Raquel Oliveira 5 de Julho de 2015 às 01:00
Há cada vez mais pessoas a receberem o salário mínimo nacional
Há cada vez mais pessoas a receberem o salário mínimo nacional FOTO: Reuters
Cerca de 800 mil trabalhadores têm um ordenado inferior a 600 euros, segundo o Boletim Estatístico do Gabinete de Estratégia e Estudos (GEE) do Ministério da Economia. Um universo que deverá ser maior, já que estes valores dizem respeito a 2013 e, desde então, o número de pessoas com o ordenado mínimo não tem parado de aumentar.

É nos dois escalões de remuneração mais baixos que está a maioria dos trabalhadores por conta de outrem. Na prática, recebem o salário mínimo – em 2013 era de 485 euros – e entre o ordenado mínimo (505 euros) e 599 euros. No escalão mais elevado, em que o salário mensal é igual ou superior a 3750 euros, estão 23 600 trabalhadores. O patamar de salário mais baixo tem, contudo, vindo a engrossar, atingindo o peso máximo em outubro de 2014, quando se fixou em 19,6%. Por cada 100 trabalhadores por conta de outrem, 20 recebem salário mínimo, auferido por cerca de 30% dos trabalhadores de outras atividades de serviços. As mulheres continuam a ser mais penalizadas, tendo subido para 25 por cento o seu peso relativo no conjunto destes trabalhadores.

Portugal conta com cerca de 4,4 milhões de trabalhadores, dos quais 3,6 milhões por conta de outrem.

escalões rendimentos salários trabalhadores relatório ministério da economia