Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Acordo laboral na AutoEuropa

Os trabalhadores da AutoEuropa aprovaram ontem o pré-acordo estabelecido no passado dia 12 com a empresa com 76,83 por cento dos votos. O pré-acordo, negociado entre a AutoEuropa e os representantes dos trabalhadores, substitui outro, anteriormente negociado e rejeitado em referendo pelos trabalhadores.
20 de Janeiro de 2006 às 00:00
Acordo laboral na AutoEuropa
Acordo laboral na AutoEuropa FOTO: Natália Ferraz
A nova versão do pré-acordo prevê um aumento de 30 euros por 12 meses, em vez dos 15 anteriormente definidos, o que equivale a subidas entre os 2,5 e os 4,2 por cento. Além disso, os trabalhadores e a administração concordaram em passar os prémios dos 200 para os 300 euros e alargá-los a todos os operários. Actualmente estes prémios só são atribuídos a quem ocupa cargos superiores.
A questão das horas extraordinárias foi resolvida com a proposta de o pagamento de cinco sábados a 200 por cento e de mais cinco a 100 por cento, acrescido de uma compensação de quatro horas de descanso.
PINHO SATISFEITO
O ministro da Economia, Manuel Pinho, considerou ontem que os trabalhadores da AutoEuropa deram “uma prova de maturidade” e que tal permite olhar com maior confiança para o futuro da empresa.
“Os resultados da votação são muito positivos, são a forma que os trabalhadores encontraram para mostrarem o seu empenho no futuro da empresa e do país”, afirmou o ministro, adiantando que “o dossiê laboral está encerrado” e agora é preciso “olhar agora para outras questões, porque esta é uma empresa muito importante para o País”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)