Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Administração da REN suspende prémios de 2009

O presidente da Rede Energéticas Nacional (REN), Rui Cartaxo, garantiu que "não serão atribuídos prémios aos gestores em 2009". A decisão, que "ainda não foi formalizada", foi anunciada ontem à margem da apresentação dos resultados da REN referentes ao primeiro trimestre. O antigo presidente da REN José Penedos, que foi constituído arguido no processo ‘Face Oculta’, era um dos beneficiários.
4 de Maio de 2010 às 00:30
Rui Cartaxo (em baixo, ao centro) apresentou os resultados da REN
Rui Cartaxo (em baixo, ao centro) apresentou os resultados da REN FOTO: Jorge Paula

Rui Cartaxo afirmou que a dívida líquida da empresa ronda os 2182 milhões de euros, enquanto o investimento chegou aos 52,7 milhões de euros. 'A REN está numa fase de crescimento rápido, o que justifica esta dívida. Temos facilidade de financiamento, a REN está em negociações com o Banco Europeu de Investimento para um financiamento entre os 100 e os 200 milhões', referiu Cartaxo.

Ver comentários