Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Alemanha atira-se a Durão Barroso

O ministro das Finanças alemão criticou esta segunda-feira o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, por ter apelado ao aumento das verbas do fundo europeu de resgate no dia em que Portugal colocou dívida nos mercados.
17 de Janeiro de 2011 às 09:13
Alemanha atira-se a Durão Barroso
Alemanha atira-se a Durão Barroso FOTO: DR

"Não percebo o que o levou a fazer essa proposta no dia em que Portugal  tinha de ir aos mercados, ainda por cima porque ele foi primeiro-ministro  de Portugal", disse o ministro Wolfgang Schaeuble. "Actualmente, não há razão nenhuma para travarmos uma tal discussão, que só serve para inquietar os mercados", advertiu Schaeuble. O ministro alemão acrescentou que o problema da crise actual "não se resolve com mais garantias bancárias da Alemanha e da França" para o fundo  de resgate, "mas sim através de uma melhor solução dos problemas nos países  endividados".
O fundo de resgate tem actualmente 750 mil milhões de euros e o seu aumento deverá ser discutido hoje, em Bruxelas, pelos ministros das Finanças dos países da zona euro.

Ver comentários