Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Alemanha recusa voltar a discutir ajuda à Grécia

O ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Guido Westerwelle, afirmou esta quarta-feira que o plano europeu de resgate à Grécia não poderá objecto de novas negociações.
2 de Novembro de 2011 às 12:08
Referendo, anunciado por Papandreou, deverá decorrer em Dezembro
Referendo, anunciado por Papandreou, deverá decorrer em Dezembro FOTO: EPA

"Todo este programa, a que chegámos na passada semana, não poderá voltar à mesa negocial", disse o ministro alemão, em visita à Turquia, dois dias depois do primeiro-ministro da Grécia ter anunciado a realização de um referendo sobre o plano de resgate ao País.   

O primeiro-ministro grego, George Papandreou, anunciou na segunda-feira que o resultado do referendo será vinculativo e que, se os gregos rejeitarem o acordo de resgate a que os 17 países da zona euro chegaram na passada semana, Atenas seguirá a vontade dos eleitores.  

"Já provámos a solidariedade no seio da União Europeia (UE), mas fazemos nossa a ideia de que cada país na UE tem que fazer o que deve, o que quer dizer que são necessárias reformas", acrescentou Westerwelle, em declarações aos jornalistas à margem de uma conferência internacional sobre o Afeganistão. 

"Estamos determinados a encontrar uma solução. Não reste qualquer dúvida que faremos tudo o que pudermos", disse, no entanto, Westerwelle.  

O referendo deverá decorrer em Dezembro, admitiu já o ministro do Interior grego.   

Os principais dirigentes europeus e o Fundo Monetário Internacional chamaram Papandreou a Cannes, a cidade francesa do sul de França onde decorre, na quinta e na sexta-feira, a cimeira do G20, grupo que integra as 20 maiores economias mundiais.   

Segundo as agências de notícias internacionais, dirigentes como o Presidente francês, Nicolas Sarkozy, e a chanceler alemã, Angela Merkel, deverão tentar demonstrar a Papandreou os riscos de uma possível saída da Grécia da Zona Euro.  

alemanha grécia referendo zona euro juros troika ajuda dívida pública
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)