Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Algarve: Taxa de ocupação hoteleira diminui em Junho

A taxa de ocupação global média por quarto nos estabelecimentos de alojamento do Algarve em Junho estabeleceu-se em 68,8 por cento, representando uma queda de 4,3 por cento face ao mesmo mês em 2008.
6 de Julho de 2009 às 16:21
A taxa de ocupação global média/quarto foi de 65,4 por cento
A taxa de ocupação global média/quarto foi de 65,4 por cento FOTO: Direitos Reservados

As maiores descidas registadas na procura da hotelaria algarvia em Junho verificaram-se nas zonas de Vilamoura, Quarteira e Quinta do Lago (-13,9 por cento), Faro e Olhão (-10,7 por cento) e Carvoeiro e Armação de Pêra (-6,2 por cento), segundo os dados provisórios da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA).

Em contrapartida, Tavira e a zona de Portimão e Praia da Rocha verificaram aumentos na taxa de ocupação de 3,1 por cento e 1,6 por cento.

Os dados da AHETA revelam ainda que as zonas que apresentaram a taxa de ocupação mais elevada foram Monte Gordo e Vila Real de Santo António, com 82 por cento, enquanto Faro e Olhão foram as localidades onde a taxa de ocupação foi mais baixa (49,2 por cento).

Os hotéis e aparthotéis de cinco estrelas foram os que registaram as principais quebras (-13,2 por cento), enquanto os de duas estrelas diminuíram em 10,5 por cento e os de quatro estrelas recuaram em 4,4 por cento.

Por nacionalidades, os britânicos são os que mais procuram a hotelaria no Algarve representando 39,6 por cento das dormidas totais, seguidos pelos portugueses com 23,5 por cento e dos alemães com 9,7 por cento.

Ver comentários