Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

ALIMENTOS TÊM VESTÍGIOS DE DROGA

Portugal é o Estado-membro da União Europeia com a maior quantidade de vestígios de antibióticos detectados nos alimentos. O estudo só será divulgado na próxima semana, mas sabe-se já que o mel, a carne de porco, os ovos e o camarão são alguns dos alimentos onde esses resíduos foram detectados.
25 de Janeiro de 2003 às 00:00
A situação é tão grave que a Deco, uma das associações europeias de consumidores que analisaram a alimentação nos Quinze, não tem dúvidas em considerar que os resultados apurados fazem temer pela saúde dos consumidores portugueses.

Sendo os antibióticos em princípio prescritos por médicos veterinários, Edmundo Pires, vice-presidente do Sindicato dos Médicos Veterinários, admite que os resíduos encontrados nos alimentos em Portugal poderão resultar do “não cumprimento do período de carência”, uma fase temporal em que o animal, após superada a doença, pode eliminar os resíduos dos antibióticos. Para preservar a saúde pública, durante este perído os animais não podem ser abatidos para consumo nem o leite e os ovos, por exemplo, podem ser consumidos.

Daí que Edmundo Pires seja peremptório: “Se os períodos de carência forem cumpridos, não há, regra geral, nenhum risco para a saúde pública”. Aquele responsável admite ainda que os vestígios poderão também resultar de uma “administração incorrecta” dos medicamentos.

Segundo este responsável, “são os produtores que devem cumprir o período de carência e os médicos veterinários têm que escrevê-los na receita”. Simões Monteiro, da Federação Portuguesa das Associações de Suinicuoltores (FPAS) garante que neste sector o controlo é rigoroso e que “o produtor não pode utilizar antibióticos que não sejam receitados pelo médico veterinário”. O director-geral de Veterinária, Francisco Reis, vai ser demitido do cargo por questões funcionais, segundo o Ministério da Agricultura.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)