Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Almada: Passageiros queixam-se dos TST

O de corte de carreiras nos Transportes Sul do Tejo (TST) levou a Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul (CUTMS) a apelar à reacção dos utentes.
6 de Abril de 2010 às 15:25
Os utentes dos TST queixam-se de redução do número de carreiras
Os utentes dos TST queixam-se de redução do número de carreiras FOTO: DIREITOS RESERVADOS

Luísa Ramos, porta-voz da CUTMS, diz que vão ser levadas a cabo sessões públicas em várias freguesias do concelho de Almada para “sensibilizar as populações, ouvir as suas queixas e estimular a acção popular para exigir respostas aos responsáveis políticos”.

A comissão de utentes considera “inadmissível”que os TST, enquanto empresa privada que recebe indemnizações compensatórias do Estado “prossiga uma política de cortes de carreiras, obrigando as populações a utilizarem o transporte individual, ou impedindo-as de se deslocarem”. Assim como as tarifas praticadas, Luísa Ramos diz que “é preciso ouvir as pessoas, perceber as suas necessidades e repensar a actual lógica de tarifas”.

 

Contactado pela agência Lusa, o administrador dos TST, António Sampaio, garante que a empresa não procedeu a quaisquer cortes de carreiras. António Sampaio diz apenas que “aquilo que fazemos é adaptar os serviços à procura” e o que pode haver é situações em que tenha sido feito um “ajustamento de horários”.

 

Para já, o que está garantido é a primeira sessão pública organizada pela Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul e que está marcada para este sábado, na Costa de Caparica.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)