Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Alunos queixam-se de atraso

Uma turma de catorze alunos do curso de formação de técnico comercial, ministrado no Espaço T, no Porto, queixa-se de atrasos sucessivos no pagamento das bolsas. O director daquela associação, que é uma instituição de solidariedade social (IPSS), diz que os pagamentos são feitos quando recebem o dinheiro do Estado.
16 de Março de 2010 às 00:30
Sandra França (à dir.) e uma colega de turma
Sandra França (à dir.) e uma colega de turma FOTO: Joana Neves Correia

Os alunos contam que o atraso, que dizem ser de uma semana, faz com que alguns formandos tenham de passar por dificuldades. "Há famílias que dependem deste ordenado. Eu tenho de criar quatro crianças sozinha e não pude pagar a luz este mês", conta Sandra França, de 28 anos, referindo-se à bolsa de 530 euros que recebe há seis meses. "Só não pagamos porque não tínhamos dinheiro. E o atraso é de três dias, no máximo", garante o director Jorge Oliveira, revelando que já foi efectuado na passada sexta o pagamento deste mês.

530: BOLSA

O valor total da bolsa, que inclui ajudas de alimentação e de transporte, é de 530 euros. Há curso todos os dias, das 10h00 às 18h00.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)