Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

António Guterres não revela salário das Nações Unidas

Antigo primeiro-ministro declara poupanças de meio milhão de euros.
Débora Carvalho 1 de Outubro de 2016 às 13:10
António Guterres não revela salário das Nações Unidas
O antigo primeiro-ministro António Guterres não revelou ao Tribunal Constitucional (TC) os salários que recebeu no ano passado por exercer as funções de alto-comissário das Nações Unidas para os Refugiados.

Na declaração de rendimentos que entregou ontem no TC, por ocupar um cargo de conselheiro de Estado, Guterres, de 67 anos, optou por declarar os rendimentos atuais: 2735 euros mensais pelo cargo de administrador não executivo da Fundação Gulbenkian e duas pensões, por aposentação e de subvenção vitalícia, de 77 mil e 72 mil euros, respetivamente.

Aos juízes do Palácio Raton justificou que não declarou os ganhos de 2015 porque mudou "de regime a 1 de janeiro, tendo regressado a Portugal após dez anos nas Nações Unidas".

A lei de Controle Público da Riqueza dos Titulares de Cargos Políticos estipula, no entanto, que seja indicado "o total de rendimentos brutos constantes da última declaração para efeitos da liquidação de imposto".

O candidato a secretário-geral da ONU recebe ainda 4180 euros mensais das Nações Unidas, tendo declarado poupanças de meio milhão.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)