Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

ASAE apreende 100 milhões € (C/VÍDEO)

Em quatro anos de actividade a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu 100,5 milhões de euros em material e efectuou 2777 detenções. O balanço foi feito ontem, Dia Mundial dos Direitos do Consumidor, pelo presidente da ASAE, António Nunes, enquanto decorria a operação ‘Consumidor Protegido’.
16 de Março de 2010 às 00:30
Sistemas de refrigeração foram alvo da operação de ontem
Sistemas de refrigeração foram alvo da operação de ontem FOTO: Bruno Colaço

Mais de mil veículos foram inspeccionados de norte a sul do País por 200 inspectores. O resultado final cifrou-se num elevado cumprimento das regras de segurança e de higiene por parte dos agentes económicos.

A operação encerrou com apenas dez processos de contra-ordenação, tendo os inspectores apreendido 154,5 quilos de peixe e 20 quilos de pão em Lisboa, mais 28 quilos de carne em Santarém e uma balança em condições irregulares no Porto.

António Nunes mostrou-se satisfeito com o número reduzido de infracções. 'É natural que ao fim de quatro anos os operadores económicos sejam sensíveis ao cumprimento das normas. Acrescentou que 'o objectivo é disciplinar os operadores económicos para que os consumidores se sintam mais tranquilos'.

A operação visou empresas de transporte de mercadorias e decorreu em 13 cidades entre as 07h00 e as 10h00. Contou com a colaboração de centenas de agentes da GNR e da PSP. Em Lisboa, a operação foi efectuada à entrada das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama.

DISCURSO DIRECTO

'CONTRAFACÇÃO FOI REDUZIDA': António Nunes, Presidente da ASAE

Correio da Manhã – Ao fim de quatro anos de actividade o que mudou para a defesa do consumidor?

António Nunes – Conhecidosos números globais, com maisde 153 mil agentes económicos fiscalizados e mais de quatro mil suspensões de actividades, creio que estamos a cumprir o nosso papel.

– Quais são as maiores dificuldades que subsistem?

– Cada sector tem as suas particularidades. O transporte de mercadorias, que está a ser fiscalizado, encerra alguns riscos na circulação incorrecta de congelados ou pão. Também a contrafacção, mais visível nos mercados, foi reduzida.

– Há um maior grau de cumprimento?

– Há uma maior preocupaçãodos agentes económicos, que têm a preocupação de cumpriras regras que lhes são fixadas.

ALIMENTOS PARA URSOS DO ZOO

Quando não estão estragados,os alimentos apreendidos pelos inspectores da ASAE seguem parao Jardim Zoológico de Lisboa para serem dados aos animais. Foi o que aconteceu ao pão da panificação São Silvestre que ontem foi apreendido por não estar embalado em sacos de plástico. Ao agente económico é dada a opção de destruiros alimentos ou, em alternativa, entregá-los no Zoo de Lisboa,informaram ontem os inspectores. No caso específico do pão, servede alimento para ursos, macacose também para hipopótamos.

SAIBA MAIS

Janeiro de 2006

A Autoridade de SegurançaAlimentar e Económica surgeem Janeiro de 2006 e resultada união de sete entidades.

27,4

milhões de euros previstos para a ASAE funcionar durante este ano.

554

funcionários estão na ASAE. Destes, 277 são inspectores cuja acção visa proteger o consumidor.

Dia do Consumidor

A 15 de Março de 1962 o presidente dos EUA John Kennedy enunciou os direitos fundamentais dos consumidores.

NOTAS

DOCUMENTAÇÃO: EM ANÁLISE

Acção da polícia de fiscalização incidiu não apenas sobre as mercadorias mas também sobrea documentação que permite o exercício da actividade de transporte dos bens de consumo

RECLAMAÇÕES: MAIS DE 328 MIL QUEIXAS

Em quatro anos a ASAE não teve mãos a medir para responder a avalanche de queixas, num total de 328 474. Denúncias chegaram aos 67 543 e foram instaurados 6384 processos-crime

PEIXE: FRIGORÍFICO AVARIADO

Na ponte 25 de Abril, a primeira infracção foi cometida por uma carrinha de peixe que circulava com o sistema de refrigeração a 5º, quando deveria marcar os 18 graus negativos

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)