Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Assinados 17 acordos para a cooperação económica entre Portugal e China

Xi Jinping aproveita estadia em Portugal para defender multilateralismo e livre comércio, sem falar na guerra comercial com os EUA.
Diana Ramos e Janete Frazão 7 de Dezembro de 2018 às 10:34
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Xi Jinping  e António Costa furaram o protocolo para conversarem a sós, após  uma declaração conjunta sem questões
Sem nunca se referir diretamente à guerra comercial com os Estados Unidos, o Presidente chinês aproveitou o último dia de visita de Estado a Portugal para deixar um recado: a China é um país que defende o multilateralismo e o livre comércio. Com o governo português foram esta quarta-feira assinados 17 acordos bilaterais de cooperação.

"As duas partes vão empenhar-se na promoção e aprofundamento da parceria estratégica global entre a China e a Europa, reforçar o apoio à cooperação nas organizações internacionais, como a ONU, salvaguardar conjuntamente o multilateralismo, o livre comércio, promover a paz, desenvolvimento, estabilidade e prosperidade mundiais", frisou Xi Jinping no Palácio de Queluz, onde foi recebido pelo primeiro-ministro português, António Costa.

O chefe de Estado chinês sublinhou também que os dois países vão "aprofundar a amizade e cooperação e levar a nossa parceria estratégica global para um novo patamar". E lembrou que "apesar de o Mundo atual enfrentar diversos problemas e desafios, a China vai aderir sempre ao princípio do respeito mútuo, consultas em pé de igualdade, e persistir no desenvolvimento pacífico e cooperação".

Antes, os dois países tinham assinado uma declaração conjunta com 21 pontos em defesa da ação do secretário-geral da ONU, António Guterres, na qual repudiam o protecionismo económico.

Já o primeiro-ministro António Costa assumiu que "estão criadas as condições para um novo reforço das relações bilaterais dos pontos de vista económico, cultural ou povo a povo". E num raro momento fora do protocolo, já depois da declaração conjunta, Xi Jinping e António Costa deram um longo passeio a sós pelos jardins do Palácio Nacional de Queluz.

Portugal entra no mundo das ‘panda bonds’
A agência de notação financeira chinesa passou a considerar elegível a dívida portuguesa para emissões de dívida em yuans, o que permite "uma diversificação das fontes de financiamento da economia portuguesa", sublinhou António Costa.

E a CGD e o Bank of China assinaram um protocolo para colocar uma emissão de ‘panda bonds’ de Portugal, ou seja, obrigações emitidas na moeda chinesa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)