Associação acusa Câmara do Porto de "prepotência" com Rali de Portugal

Comerciantes queixam-se de restrições impostas por causa da 'Street Stage'.
17.05.18
A Associação Nacional de Lotarias acusou esta quinta-feira a Câmara do Porto de "prepotência" para com os comerciantes que, diz, estão a ser "prejudicados" com a passagem na cidade da prova do Rali de Portugal, o que a autarquia nega.

Em comunicado de imprensa divulgado esta quinta-feira, a Associação Nacional de Lotarias e Outros Jogos de Aposta (ANELOJA) "lamenta" que a Câmara do Porto tenha procedido de uma "forma prepotente" por se ter limitado a informar os comerciantes dos constrangimentos do trânsito que o Rali de Portugal ia provocar com uma "simples carta" e "sem haver qualquer tipo de diálogo".

A associação manifesta no mesmo comunicado de imprensa a sua "perplexidade pelos constrangimentos impostos pela Câmara Municipal do Porto", em certas artérias do centro da cidade do Porto, em virtude da realização sexta-feira da Street Stage, classificativa do Rali de Portugal 2018.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!