Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Auto-estradas perdem tráfego

Todas as auto-estradas do País, com excepção da A1 (Lisboa-Porto) e da A3 (Porto-Valença), estão a perder carros desde o início do ano. Em média, as quebras de tráfego mais elevadas, superiores a 40 por cento, registam-se nas ex-Scut do Norte (Grande Porto, Costa de Prata e Norte Litoral), onde foram introduzidas portagens em Outubro do ano passado.

26 de Dezembro de 2011 às 01:00
A introdução de portagens nas ex-Scut está a contribuir para a redução do trânsito
A introdução de portagens nas ex-Scut está a contribuir para a redução do trânsito FOTO: NUNO FERNANDES VEIGA

As medidas de austeridade do Governo, o aumento do preço dos combustíveis e a introdução de portagens estão a levar os portugueses a evitarem as auto--estradas, numa tendência que já vem desde o início do ano mas que se acentuou a partir do mês de Julho.

Os dados do Instituto de Infra-Estruturas Rodoviárias (INIR), referentes aos primeiros nove meses deste ano, revelam que houve uma quebra no tráfego das auto-estradas que se fixou, em média, nos 10,6 por cento, comparativamente com o mesmo período do ano anterior.

A A5, que liga Lisboa a Cascais, perdeu cerca de oito por cento do volume de tráfego, entre Janeiro e Setembro, em relação ao mesmo período de 2010. A auto-estrada com maior tráfego do País, com média de cerca de 90 mil veículos por dia, registou assim quebras diárias superiores a 7800 veículos diários.

Também as travessias do rio Tejo em Lisboa apresentam quedas significativas, registando menos cerca de 10 mil veículos por dia, entre Janeiro e Setembro, em comparação com o ano anterior. A ponte 25 de Abril registou, em Agosto, uma quebra de tráfego histórica, na ordem dos 12 700 veículos/dia – pela primeira vez não houve ‘borla’ nesse mês. Na zona da Grande Lisboa, destacam-se ainda as perdas da A9 – Circular Regional Exterior de Lisboa (CREL) –, com quebras de tráfego diário de mais de dois mil veículos.

TRÁFEGO AUTO-ESTRADA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)