Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

BANCA TEM GRANDE POTENCIAL DE GANHOS

Os bancos que “maior criação de valor vão gerar para os accionistas” são os que melhor desempenho evidenciarem” no seguinte: contenção de custos; aumento da eficiência das operações; aposta na plataforma tecnológica para maior eficiência e na qualidade dos serviços como factor de diferenciação.
17 de Setembro de 2002 às 20:50
A previsão é feita pelo Barclays, que estima um preço-alvo de 3,15 euros, a 12 meses, para as acções do BCP. Significa isto que o potencial de valorização destes papéis é de 26 por cento. Mas tal preço-alvo não dará retorno ao investidor, pois, desde Janeiro último, as acções do BCP caem mais de 40 por cento.

No boletim sobre mercados financeiros, o Barclays diz que “as incertezas à volta da estrutura de capital do BCP poderão continuar nos tempos mais próximos, apesar de o preço do título já ter reflectido a maior parte dessas incertezas.”

A instituição financeira britânica também recomenda as acções do BNP Paribas, o maior banco francês cotado. Afirma mesmo que “o BNP Paribas é um dos títulos obrigatórios do investimento na banca da zona do euro, sendo uma opção que, segundo nos parece, deverá trazer menos surpresas em termos de qualidade de crédito.”

As acções do Paribas estão a 47,56 euros, e o Barclays prevê que atinjam os 60 euros dentro de um ano (valorização de 26,1 por cento).

Mau sair da bolsa agora

“Se é mau comprar acções quando sobem e o dinheiro mais esperto está a sair, também é mau vendê-las quando toda a gente está a sair.” O conselho é de Carlos Firme, administrador da corretora Título.

O perito em mercado de capitais prevê o fundo do mercado em breve. Após o que entrará numa recuperação, mas lenta, porque “as economias são como as pessoas: depois da euforia da festa, com muitos copos, ninguém está apto para uma corrida de cem metros no dia seguinte.”

Lembrou que, em 1929, se deu a maior crise capitalista, mas “o fundo do mercado só se encontrou em 1932. De 1932 a 1935, os ganhos do mercado triplicaram.” Acrescentou que as boas compras se fazem em baixa, quer no mercado accionista, quer no imobiliário, quer no de arte.

Juros devem manter-se esta semana

A Reserva Federal dos Estados Unidos da América, que se reúne na próxima terça-feira, deve manter a principal taxa de juro a 1,75 por cento, o nível mais baixo dos últimos 41 anos.

Eis a previsão de Carlos Firme, administrador da corretora Título, segundo o qual “seria um erro crasso” a instituição presidida por Alan Greenspan baixar o preço do dinheiro.

O responsável da casa de corretagem do Finibanco justifica a afirmação com o “excesso de endividamento e a falta de poupança das famílias norte-americanas.” E dinheiro menos caro “incentivaria ainda mais ao consumo e ao aumento do endividamento. O dinheiro barato e fácil nunca foi panaceia.” Também as “taxas de juros baixas tornam viáveis negócios que não o seriam” com o dinheiro mais caro.

Isto é um “balão de oxigénio” tanto para as empresas como para os particulares. No ano passado, a Reserva Federal desceu a taxa de juro quase todos os meses; este ano, nem uma. Para a Eurolândia, Carlos Firme também prevê a continuação da principal taxa de juro nos 3,25 por cento.

A carteira do patrão da Zara

Mais de 1,231 mil milhões de euros é o total da carteira de valores mobiliários de Amancio Ortega, dono da Inditex, grupo de que fazem parte a Zara, Massimo Dutti, Pull & Bear, Bershka e Stradivarius.

Só em acções, o empresário espanhol tem quase 574 milhões de euros; em títulos do tesouro da Espanha, 451,964 milhões de euros; em fundos de investimento, 205,631 milhões de euros. Estes números foram revelados pelo “El País”.

O jornal diz que Ortega está a construir o segundo império financeiro no mercado de capitais. O primeiro é a Inditex, que, na Bolsa de Madrid, vale 12 mil milhões de euros.

As acções da Inditex entraram no mercado, em Maio do ano passado, a 14,7 euros e estão agora quase nos 20 euros. Do BES, Amancio Ortega tem acções no valor de quase 47,6 milhões de euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)